30 de março de 2020

Brasil e Mundo

DECRETO

Bolsonaro inclui igrejas entre serviços essenciais e templos poderão abrir

A medida editada por Bolsonaro, no entanto, estipula que o funcionamento deverá obedecer as “determinações do Ministério da Saúde”.

Brasil e Mundo 4 dias atrás - Repórter: da Redação
Foto de: Comércio da Franca
Em Franca, as principais lideranças religiosas ainda não se manifestaram
O presidente Jair Bolsonaro incluiu as Igrejas e templos religiosos entre os serviços considerados essenciais e que não podem parar, mesmo durante a quarentena e o isolamento social. A medida editada por Bolsonaro, no entanto, estipula que o funcionamento deverá obedecer as “determinações do Ministério da Saúde”. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira e tem validade imediata.

Na prática, as igrejas poderão abrir para que os fieis possam, individualmente, orar, mas as restrições para missas e cultos continuam valendo, por serem aglomerações de pessoas vedadas pelo Ministério da Saúde como medida fundamental para o combate ao Covid-19.

Em Franca, as principais lideranças religiosas ainda não se manifestaram sobre eventuais mudanças na decisão de funcionamento dos templos por conta da decisão do presidente



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Carlos
    4 dias atrás
    O que transmite o vírus são as pessoas contaminadas para as pessoas sem contaminação, os contaminados se aproximarem das que não estão contaminadas, o vírus não vai atacar as pessoas que evitam contatos com contaminados e as superfícies que eles tocam, basta tomar distâncias de seus espirros, gotículas de saliva ao falar, e ar que eles respiram próximos...Então se proibirem entrada de contaminados e obrigar as pessoas se sentarem guardando 4 metros de distância uns dos outros, não há problemas. Os vírus não andam pelas ruas, nem dá voos rasantes, nem pulam como pulgas sobre as pedestres. A recessão econômica pode matar mais que vírus, cono na Venezuela, sem empregos, sem hospitais, sem comida, onda de suicídios e fugas; os dirigentes deviam liberar com segurança os home offices, a abertura de comércio e indústria essenciais tomando todas as medidas preventivas, sem presença de contaminados e higienizar todas as superfícies, todos os produtos que se manipulam, todos os transportes, corrimões de escada e assentos, tudo o que as pessoas tocam, até esterilizar dinheiro, pisos, e tudo mais.
    • Darsio Batista
      3 dias atrás
      Acho que você viajou e, pra muito longe. Como identificar se a pessoa possui ou não o vírus se faltam kits para testes? Qualquer pessoa consciente sabe muito bem que o número de infectados é muito maior do que o anunciado oficialmente. Outro absurdo é ficarmos numa comparação com a Venezuela, como se fôssemos um país desenvolvido. Antes mesmo da crise, tínhamos aproximadamente mais de 30 milhões de brasileiros vivendo na linha miséria, número que não parava de crescer com as políticas desse governo que, somente tem tirado dos bolsos daqueles que praticamente nada tem mais a oferecer, ao passo que tem mantido privilégios para banqueiros, empresários e ao alto escalão do funcionalismo público. Além disso, o modo como essa anta trata a imprensa, não sei até que ponto no Brasil temos a tal liberdade de expressão. Ou seja, brasileiros e venezuelanos estão numa pindaíba só!
  • Darsio Batista
    4 dias atrás
    O que não se faz por dízimos. Não é verdade bozomala?
  • Iolanda Araújo
    4 dias atrás
    Graças a Deus, temos um excelente governo, separado por Deus, pessoal se concentra; busquem ao Senhor Deus dos Exércitos, tudo vai passar logo. Glória a Deus aleluia aleluia aleluia aleluia
  • claudio augusto do carmo
    4 dias atrás
    Fui tomar a vacina contra gripe e tive organizar a fila as pessoas estavam em cima das outras. igreja os lideres ão ter que organizar os fieis para mudarem seu comportamentos tipo: não aperto de mão, distanciamento de 2 a metros de dum banco para enfim todas as medidas racionais preventivas e evitar super lotação e deixando os idosos e os que são de grupo de risco assistindo pela internet. a grande questão e saber se as ovelhas vão obedecer os seus pastores pelo menos desta vez.
Veja mais Brasil

CLIMA EM FRANCA

28°
18°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: