02 de junho de 2020

Franca

INVESTIGAÇÕES

Assassino de morador de rua volta a matar 10 meses depois

Autor do crime é o mesmo que matou a pauladas morador de rua, em junho de 2019, próximo ao local do crime deste ano

Franca 11/05/2020 - Repórter: Kaique Castro, especial para o GCN
Foto de: Divulgação
A reconstituição do crime aconteceu na tarde de hoje com a presença do autor
A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Franca esclareceu na tarde desta segunda-feira, 11, o homicídio ocorrido no último 1° de abril, no Jardim Santana, ao lado da Havan. A reconstituição do crime aconteceu na tarde de hoje com a presença do autor.

De acordo com o delegado Márcio Murari, responsável pela autorizada, Sinésio Lourenço, de 41 anos, conhecido como "China", disse que matou Celio Januário Nascimento, de 38 anos, após uma discussão por uma garrafa de pinga.

Celio foi encontrado por um morador do bairro que acionou os policiais. O corpo apresentava um ferimento na cabeça.

"China" prestou depoimento e fez a reconstituição do crime com os policiais civis. O criminoso já responde um processo por outro homicídio, ocorrido em junho do ano passado.

Apesar de confessar o crime, China responderá em liberdade.

Ainda segundo Murari, ao final do inquérito será pedida a prisão preventiva do autor.

Crime semelhante

No dia 10 de junho, do ano passado, Sinésio acabou com a vida de Cristiano Araújo Irineu, de 37 anos, em uma construção na avenida Miguel Sabio de Mello.

O morador de rua foi encontrado com afundamento de crânio, o rosto desfigurado e com a parte de baixo sem a calça. Funcionários do local encontraram Cristiano já sem vida.

Na ocasião "China" acabou confessando o crime aos investigadores e na outra semana após o crime, ele participou de uma reconstituição conduzida pela DIG.

O motivo relatado por China foi revelado na ocasião: uma pedra de crack, após ingerir bebida alcoólica e praticar sexo com a vítima. “Aconteceu por causa de briga de crack, de pinga, essa coisas. Ele não quis devolver minha droga, eu estava muito drogado e eu acabei agredindo ele. Ele tentou me agredir e eu tive que dar paulada nele. Só isso. Na cabeça”, disse em entrevista a Difusora.

O autor disse que eles foram usar drogas no interior da obra. Lá mantiveram relação sexual. “Desde o dia da morte, o investigador Paulo esteve no local. Outras diligências foram realizadas, fomos levantando informações e outras dicas foram colhidas com pessoas que frequentavam o local. 

China responde também liberdade por esse crime. 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Sandra
    11/05/2020 5 Curtiram
    Vai esperar matar mais para ser preso?
  • ANONIMO
    11/05/2020 3 Curtiram
    EU NÃO ENTENDO PQ ESSE TAL DE CHINA AINDA NÃO ESTA PRESO, ESSE CARA É MUITO PERIGOSO E NO BAIRRO PROGRESSO E ADJACÊNCIAS, A MAIORIA DO PESSOAL TEM MEDO DELE, POR SER MUITO AGRESSIVO,ONDE ELE ESTA ELE AMEDRONTA A TODOS .... SE DEMORAREM MUITO A TOMAR UMA PROVIDENCIA, LOGO, LOGO ELE MATARÁ MAIS UM
  • Beltrame Custódio
    11/05/2020 1 Curtiu
    Bem na verdade é que em liberdade ele não responde a coisa nenhuma né. Continua solto praticando essas atrocidades pela cidade.
  • Moraes
    12/05/2020
    Isso tudo é ele continua respondendo só em liberdade, quero ver se ele fizer isso com algum familiar de um juiz
  • Ângelo
    12/05/2020 2 Curtiram
    Está solto nas ruas e não sabemos nada além do apelido China
  • APARECIDO DONIZETE NUNES
    12/05/2020
    Essa é a nossa Justiça Brasileira, o cidadão mata duas pessoas em menos de dois anos e ainda ta em liberdade, eu não acredito , cade os promotores da Justiça.
  • Anderson
    12/05/2020
    Quando esse China ceifar a vida de um familiar de alguém \"importante\" talvez fique preso!!Por pra ele matou só \"dois indigentes\"que ao ver da justiça, sem valor!!lamentável
  • Aluno
    12/05/2020
    No ano passado quando foi liberado após confessar o assassinato, ele ficou na porta da escola Pedro Nunes a noite toda pois estava acontecendo uma festa junina para a comunidade escolar. Parabéns Sr. Delegado!!
  • Atila
    12/05/2020 1 Curtiu
    O trabalhador que sai de casa, em meio a quarentena, pode ser multado e ate preso, essa é a vontade do Bolsodoria. E um crime bárbaro desse, o infeliz continua solto. Não da pra entender a justiça brasileira.
  • Ninguém
    12/05/2020 2 Curtiram
    O cara está todos os dias na porta das nossas casas, quem é do bairro já sabe o que ele representa! O que estão esperando para prendê-lo? Uma falta de respeito! Espera o próximo, e o próximo que ele matar.. Triste!
  • Thiago nascimento
    12/05/2020 1 Curtiu
    Se não prendem ele eu acredito que ele é um “mendiciano” é a milícia dos mendigos
  • Eu
    12/05/2020
    Na hora que um trabalhador pai de família ..for atacado por esse vagabundo e matalo aí sim o pai de família trabalhador sim vai ser preso não hora sem direito de fiança..
  • P
    13/05/2020
    Investigar pra quê? Pessoal da DIG deveria deixar isso pra la e nem perder tempo ja que o cara vai ficar solto e matar mais uns 10.
Veja mais Polícia

CLIMA EM FRANCA

26°
17°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: