07 de julho de 2020

Opinião

Indecisão

Setores importantes do nosso país, como Governadores, Senadores, Deputados, Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal),

Opinião 24/05/2020 -
Setores importantes do nosso país, como Governadores, Senadores, Deputados, Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), Presidente da OAB Nacional e do Conselho Federal de Medicina, dentre outros, lamentaram o pedido de demissão do então Ministro da Saúde Nelson Teich, antes mesmo de completar um mês na pasta.

Confesso que eu não lamentei a decisão do ex-ministro, exatamente por entender que ele não disse com quais propósitos estava assumindo o Ministério da Saúde, em plena pandemia sem precedentes na história recente do planeta.

A biografia de Nelson Teich, demonstra ser ele um excelente médico, com especialização em oncologia, mas que trabalha com mais veemência na medicina privada, tendo, assim, à custa do seu trabalho e da sua competência como médico, constituído uma sólida carreira, com excelentes resultados financeiros, o que aliás, é louvável.

Porém, ao assumir o Ministério da Saúde em substituição ao também médico Luis Henrique Mandetta, que foi demitido pelo Presidente Bolsonaro, embora estivesse realizando um excelente trabalho, o Dr. Teich nunca deixou claro se iria trilhar o caminho preconizado por Bolsonaro, que sempre preconizou a flexibilização da quarentena e o uso da cloroquína, visando com isso trazer novo ânimo para a economia que agoniza, ou se iria se aliar à comunidade científica, que reconhece o isolamento social como única forma, atualmente, de debelar a circulação do vírus, ainda que essa medida possa gerar graves consequências econômicas e sociais.

Nesse diapasão de indefinição, Nelson Teich acabou tentando “acender uma vela a Deus e a outra ao demônio”. Reconhece-se a existência de argumentos sólidos, de ambas as partes. No entanto, não há dúvida de que o Criador estará feliz com a posição que prioriza salvar vidas humanas, que é a preconizada pela comunidade científica.

Desde muito cedo aprendi, que, em algumas circunstâncias da vida, é melhor tomar um caminho que poderá no futuro revelar-se equivocado, do que permanecer inerte e em cima do muro. Com efeito, Nelson Teich acabou sendo vítima da sua própria indecisão.


SETÍMIO SALERNO MIGUEL
Advogado Empresarial e Professor da Faculdade de Direito de Franca



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Setímio Salerno Miguel

CLIMA EM FRANCA

27°
15°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: