22 de outubro de 2021

Franca

CRISE

Curtumes de Franca e região têm queda de 70% na produção

Itens pararam de ser requisitados pelas lojas com o início da pandemia.

Franca 09/06/2020

Segundo o presidente da Amcoa, a maioria das fábricas e setor de curtumes está trabalhando no máximo até três dias na semana e com número reduzido de funcionários
Com o desenvolvimento da pandemia de coronavírus, o setor de produção de couro, um dos mais lucrativos e que mais emprega pessoas na região, foi altamente prejudicado. Por conta do alastramento do vírus e do medo causado nas pessoas, as lojas que comercializam produtos advindos da pele bovina tiveram suas vendas afetadas, parando assim de realizar pedidos para as fábricas, o que afetou de forma direta os curtumes também.

De acordo com o presidente da Amcoa (Associação dos Manufatores de Couros e Afins), Ivan Júnior de Andrade, a baixa no número de pedidos afetou diretamente a vida dos trabalhadores do ramo. Segundo ele, a maioria das fábricas e setor de curtumes está trabalhando no máximo até três dias na semana e com número reduzido de funcionários.

“Do mês de março, quando a doença passou a se espalhar no país, até aqui, muitos curtumes estão praticamente fechados, por conta do baixíssimo número de pedidos. Alguns ainda conseguem trabalhar dois ou três dias na semana, no máximo. Mas ainda assim, operam com um número muito menor de funcionários” diz.

Ivan conta que o mês de maio foi pior do que abril, que havia apresentado queda de 70% na produção de couros. “Infelizmente o mês de maio foi mais decepcionante ainda, já que o percentual de produção caiu mais. Todo mundo trabalhou no máximo 20% do esperado. É um número muito baixo”.

O presidente também alega que não há previsão para a melhora nem tampouco a recuperação total do setor. “As coisas só vão começar a se normalizar para nós quando as lojas realmente conseguirem abrir e vender os produtos. Para isso, é necessária a circulação de clientes. Aí então os pedidos começarão a chegar e nós retomaremos as atividades”.

Queda nas exportações e mercado doméstico

Os curtumes e a produção de couro não foram atingidos somente na região. De acordo com dados do Sindicouro – Fiesp, Sindicato da Indústria do Curtimento de Couros e Peles no Estado de São Paulo, as exportações de couro caíram cerca de 50%, enquanto o mercado nacional teve redução de 70%.

Segundo Jérson Nascimento Júnior, presidente da associação, o último mês “até apresentou um aumento na procura pelo setor por parte das lojas, mas ela continuou baixa”. Além disso, ele afirma que a crise, apesar de tudo, não implicou em um número significativo de demissões de funcionários. “Preliminarmente, houve demissões pontuais. Mas a maioria dos curtumes no Brasil optou por realizar acordos, através da Medida Provisória 936 com redução de jornada de trabalho”.

O presidente do Sindicouro encerra explicando que, para a associação, há expectativa de melhora para o setor. Mas que isso depende de fatores relacionados às lojas que vendem seus produtos.

“O setor de couro, por se tratar de um produto não essencial, usualmente é o primeiro que entra em decadência e o último que se recupera. Já enfrentamos crises econômicas no passado e tivemos resiliência para nos recuperarmos. Como se trata de uma crise de saúde, acreditamos que, no momento que as atividades retornarem a uma nova normalidade e o consumidor sentir novamente confiança, o consumo será retomado. Esperamos que isso se dê de forma gradual, a partir do mês de julho”.
 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Leitor
    10/06/2020 1 Curtiu
    Revisar antes de postar...Ler antes de postar... por gentileza, corrigir onde: \"mas continuou ela continuou baixa”. \"houve demissões pontais\"(pontuais) grato
Veja mais Local

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001