03 de julho de 2020

Opinião

São Pedro e São Paulo

Opinião 28/06/2020 -
Neste dia a Igreja Católica, ao celebrar a solenidade de São Pedro e São Paulo, reza de modo particular, pela vida do Papa.

Primeira Leitura: Atos dos Apóstolos 12.

Companheiro de baderna de Calígula, Herodes Agripa obteve do amigo o reino que pertencera a seu avô, Herodes, o Grande. Manda matar Tiago, filho de Zebedeu, e prende Pedro.

Pedro dorme. O seu sono, mais que expressão de paz e de serenidade interior, é sinal de entrega total diante do extraordinário poder do mal.

Quando todas as esperanças humanas se desvaneceram, eis que o Senhor intervém em favor de Pedro.

A chave da leitura de todo o trecho é a frase que Pedro pronuncia quando percebe o que lhe aconteceu:     Agora diz Vejo que o Senhor mandou verdadeiramente o seu anjo e me livrou da mão de Herodes. A salvação não se deve a qualquer iniciativa sua, mas é obra do Senhor.

Segunda Leitura: IIª Carta a Timóteo 4.

Poucos meses antes de morrer, Paulo, preso em um cárcere de Roma, escreve ao amigo Timóteo, seu companheiro de trabalho na obra da evangelização e na formação das primeiras comunidades cristãs.

Agora está velho e cansado pelo trabalho e pelas lutas que teve que enfrentar. Confia-se ao Senhor, justo Juiz. Aqueles que no estádio vencem uma competição recebem uma medalha (naqueles tempos antigos recebiam uma coroa de louros). Paulo está certo de que Deus lhe dará também uma coroa no dia em que for acolhido nas moradas eternas.

Evangelho: Mateus 16.

Também nós hoje, como os apóstolos há dois mil anos, ouvimos falar frequentemente de Jesus e as opiniões que recolhemos não são muito diferentes daquelas que nos são referidas no evangelho. Com ele teve início a transformação mais profunda que já ocorreu na história da humanidade.

Na segunda parte da passagem de hoje vemos que Jesus diz a Simão: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja...”

O nome que é dado a Simão: Cefas-Pedro, na língua de Jesus, com toda probabilidade não significa “rocha”, mas simplesmente “pedra de construção”.

Então o que é que Jesus entende quando afirma: “sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”? Ele se refere à fé nele professada por Pedro. Essa fé constitui o fundamento sólido da Igreja, torna-a invencível e capaz de dominar as forças contrárias. Todos aqueles que, como Pedro, professam a fé em Jesus Cristo Filho do Deus vivo, passam a fazer parte deste edifício solidíssimo que jamais ruirá.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais José Geraldo Segantin

CLIMA EM FRANCA

26°
12°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: Data:
  • Quina:
    Sorteio: Data: