27 de outubro de 2020

Culinária

Caldo de Cabotiá

Dourado. O vocábulo cabotiá é um aportuguesamento de cambochá, nome para a abóbora que portugueses levaram do Camboja ao Japão no período das grandes navegações.

Culinária 03/07/2020

Dourado. O vocábulo cabotiá é um aportuguesamento de cambochá, nome para a abóbora que portugueses levaram do Camboja ao Japão no período das grandes navegações.

 

Ingredientes

(seis porções)

 

  • 1 quilo de cabotiá
  • 1 talo de aipo (só a parte branca)
  • 1 cebola média
  • 3 dentes de alho
  • 2   litros de caldo de legumes
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 6 colheres (sobremesa) de gorgonzola esfarelado
  • Sal e pimenta a gosto
 

Tenho tanto prazer em olhar flores como  hortalistas e frutas, talvez porque goste da mesma forma de jardins, hortas, pomares. Acho, por exemplo, que muitos legumes e frutos exibem desenhos e cores de beleza impactante. Beringelas, pimentões, cenouras, maçãs, laranjas, uvas, morangos...  Em termos estéticos valem tanto aos meus olhos quanto rosas, girassóis, estrelitzas, antúrios, kalanchoes, margaridas... A vantagem dos legumes é que além de belos são também nutririvos.

O cabotiá, kabochá, cabochan é  uma espécie linda  da família das abóboras, conhecidas botanicamente como Cucubita maxima. Gosto de  mirar  sua superfície nodosa, casca verde fosco, faixas  brancas esmaecidas. E, ao ser partido, ver aquela explosão de alaranjado em  textura  macia de  sabor adocicado. Disponível o ano todo em nosso país, é consumido durante  as quatro estações e com mais intensidade no inverno, sob forma de sopas e caldos.

Ao comprá-lo a preços convidativos nos supermercados e feiras, nem imaginamos as etapas de seu trajeto desde o campo onde é  plantado, até as gôndolas onde é oferecido à venda. Imaginem que quando colhem o cabotiá, ele ainda está em desenvolvimento. Dessa forma, ao contrário de outros vegetais e frutas, a frescura não é  importante, pois ele  ele deve ser completamente maturado a fim de se tornar saboroso. Primeiro, é mantido em  local tépido (25 °C) por 13 dias, quando parte do amido converte-se em açúcar. Depois, transferido para espaço  frio (10 °C) e guardado por cerca de um mês a fim de aumentar os seus carboidratos. Desta forma, o recém-colhido e seco cabotiá transforma-se em alimento hidratado, doce e macio. Completamente amadurecido, seu interior tenro vai contrastar com a casca dura e a haste seca. Atinge o pico de excelência cerca de  dois  meses após  a colheita.

Até há pouco tempo, especulava-se se todas as abóboras  tinham sido  domesticadas na  América. Hoje se tem certeza disso, por conta de sementes fósseis encontradas em 1997. Elas apontam para sua  presença há cerca de 8 mil anos, ou seja, 4 mil antes do milho e do feijão, grandes grupos de alimentos.

Marinheiros portugueses nas suas idas e vindas pelos ocenaos, introduziram o cabotiá  no Japão em 1541, levando-o do Camboja, onde sementes haviam sido plantadas por navegadores desde a América recém descoberta. O nome português, “abóbora- do- Camboja”, foi abreviado pelos japoneses para cambochá. E assim ficou no cardápio de novos alimentos que enriqueceram a dieta dos povos a partir do século XVI.

A receita de hoje cai bem no inverno que atravessamos. Encontramos o cabotiá já descascado e cortado em cubos, nos supermercados. Assim fica mais fácil usá-lo.  Lave bem sob água corrente. Numa panela, coloque metade do caldo de legumes e a abóbora, deixe   cozinhar por 20 minutos. Enquanto isso, descasque os dentes de alho e a cebola. Corte a cebola em cubos e em rodelas a parte branca do aipo. Esmague os dentes de alho. Junte tudo e o restante do caldo à panela com o cabotiá.  Deixe cozinhar por mais 20 minutos ou até tudo ficar macio. Transfira o cozido para o liquidificador - se não couber, bata em etapas. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Volte o caldo para a panela e verifique o sabor. Regue com o fio de azeite. Distribua em cumbucas, cubra com o gorgonzola esfarelado, sirva bem quente. Em lugar do queijo vale usar iogurte, creme de leite batido ou cebolinha picada. Cada acompanhamento, um novo prato.

 

Passo a passo

  1. Lave os pedaços descascados de cabotiá em água corrente e leve ao fogo com metade do caldo de legumes por 20 minutos
  2. Corte a cebola em cubos e o aipo em rodelas; esmague os dentes de alho
  3. Junte cebola, alho, aipo à panela com o cabotiá; acrescente o restante do caldo de legumes
  4. Cozinhe em fogo médio por mais vinte minutos ou até que fiquem macios
  5. Bata no liquidificador, prove o sal, volte à panela para aquecer e sirva com o gorgonzola ralado


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Receitas da Sônia

CLIMA EM FRANCA

28°
20°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2312
    Sorteio: 03, 27, 39, 46, 47, 60 Data: 24/10/2020
  • Quina: 5400
    Sorteio: 32, 56, 65, 74, 80 Data: 26/10/2020