04 de agosto de 2020

Nossas Letras

Futebol

Achei, nos meus guardados o sous-plat do McDonalds, com “Curiosidades do Futebol Brasileiro”. Antes de doá-lo para meu neto meio inglês de nome Lucas e fã do esporte que seus conterrâneos criaram, registro aqui as informações saborosas do impresso. - Lúcia Brigagão

Nossas Letras 11/07/2020 - Lúcia Helena Maniglia Brigagão
Foto de:
Tudo indica que Futebol é, por genética, esporte da família. Registro do começo do século passado traz equipe do Colégio Champagnat, de Franca. Meu avô Nicola Maníglia está sentado e à esquerda da foto. Vinte anos depois, Nicola Maníglia Júnior, seu filho
A Copa do Mundo FIFA de 2006 - o Campeonato do Mundo de Futebol da FIFA de 2006 – foi realizada na Alemanha. Décima oitava edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol, segunda vez que a Alemanha recebia os torcedores do mundo do futebol como anfitriã. Vencedora, a Itália comemoraria, naquele ano, sua quarta vitória na Copa. Grande favorito a conquistar seu sexto título mundial, o Brasil foi a maior decepção daquela Copa. Com equipe talentosa, mas com jogadores fora de forma, o time de estrelas treinado por Carlos Alberto Parreira passou com total aproveitamento pela fase de grupos. Mas sucumbiu nas quartas de final, novamente derrotado pela França, sua algoz em 1986 e 1998. Lastimável, o Brasil tinha a situação de único país a participar de todas as edições do torneio da FIFA; aquele ano marcava a décima-oitava vez que os Canarinhos participavam da Copa do Mundo FIFA e quinta vez que defendiam o título de Campeão. Voltaram cabisbaixos e derrotados para casa. Antes dos jogos, como em todos os anos antes, o Brasil se preparava efusivamente para participar da Copa. Achei, nos meus guardados o sous-plat do McDonalds, com “Curiosidades do Futebol Brasileiro”. Antes de doá-lo para meu neto meio inglês de nome Lucas e fã do esporte que seus conterrâneos criaram, registro aqui as informações saborosas do impresso.

Crendices e Superstições do Futebol Brasileiro. Dá sorte: goleiro entrar em campo com toalha e colocá-la ao lado direito do gol. Jogador bater com a ponta da chuteira no chão três vezes antes de cobrar a falta. Goleiro pegar tufos de grama e jogar para os lados. Treinador usar camisa 13, em dia de treinamento. Cachorros dentro do campo.. (Urubus dentro do campo dão azar.) Torcedor levar caixas de fósforos em jogos. Torcedor dar nós na camisa do time, quando vai para o estádio.

Curiosidades. A primeira partida de futebol que aconteceu no Brasil foi em 14 de abril de 1895, na várzea do Carmo, em São Paulo. Jogaram São Paulo Railway e Companhia de Gás. O primeiro jogo noturno aconteceu em 23 de junho de 1923, iluminado por faróis de 20 bondes. A maior goleada oficial: Botafogo 24X0 Mangueira pelo Campeonato carioca, em 1909. Os números nas camisas apareceram no Brasil em 1949, dez anos depois de terem sido utilizados em outros países. Um dos primeiros apelidos futebolísticos de Pelé foi “Gasolina”. Gandula era um jogador argentino do Vasco da Gama que pegava e devolvia as bolas que saíam para fora dos campos, até mesmo para os adversários. As luvas de goleiro surgiram em 1929, quando Dengoso as trouxe da França. Zebra é animal que não existe no jogo do bicho. Daí veio a expressão “dar zebra” usada quando algo inesperado acontece numa partida de futebol. Charles Miller foi quem trouxe as bolas, as regras e a vontade de jogar futebol para o Brasil em 1894. O Maracanã é o terceiro maior estádio do mundo; perde para o Salt Lake, na Índia e para o Pyomgyang na Coréia do Sul. (Pelo menos à época do impresso...). O time de futebol mais antigo do Brasil é o Sport Club Rio Grande, fundado em 19 de julho de 1900. Durante jogo ocorrido na Paraíba nos anos 40, depois de chute poderoso a bola se abriu, a câmara entrou no gol e o couro foi para fora: o juiz decidiu dar meio gol para o time. Nos primeiros anos do futebol do Brasil o esporte era chamado também de balípodo e bolapé. Considerado ainda hoje um dos maiores jogadores brasileiros, Mané Garrincha tinha as pernas tortas e uma maior que a outra. 13 km: distância que o jogador pode percorrer durante um jogo. Os cartões vermelho e amarelo surgiram só em 1970. As primeiras chuteiras eram feitas de couro tão duro, que machucavam os pés dos jogadores. O primeiro jogo transmitido em cores pela TV foi em 1972, entre Caxias do Sul e Grêmio. Criança, Menina, Boneca. Mortadela, Redonda, Caroço, Ameixa, Verruga, Gorduchinha são sinônimos de bola, no mundo do futebol que, aliás, só não surgiu antes no Brasil porque os marinheiros europeus que jogavam nos portos levavam embora as bolas quando partiam. Um jogador não é obrigado a usar chuteiras, contanto que o time inteiro também jogue descalço. Em 1996, em Roraima, um único torcedor pagante foi ver Progresso X Rio Negro. A renda da partida foi de R$5,00.

Apelidos dos Jogadores: Queixada (Ademir de Menezes). Monstro do Maracanã (Bauer). Enciclopédia do Futebol (Nilton Santos). Peito de Aço (Vavá). Touro Sentado (Fidélis). Diamante Negro (Leônidas). Folha Seca (Didi). Mais politicamente incorretos, impossível.

 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

CLIMA EM FRANCA

25°
10°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2285
    Sorteio: 01, 07, 10, 12, 33, 42 Data: 01/08/2020
  • Quina: 5330
    Sorteio: 01, 04, 20, 25, 76 Data: 03/08/2020