26 de setembro de 2020

Obituários

DESPEDIDA

Aos 103 anos, morre Zuleide Fernandes Rodrigues

O corpo de Zuleide foi velado no São Vicente. Seu sepultamento, no Cemitério Santo Agostinho, estava previsto para começar a partir das 14 horas desta quarta-feira, 16.

Obituários 16/09/2020
Higor Goulart
da Redação
Reprodução
Zuleide era sogra da presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luíza Helena
Morreu nesta última terça-feira, 15, aos 103 anos, Zuleide Fernandes Rodrigues. Mãe do falecido empresário Erasmo Fernandes Rodrigues e sogra de Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Zuleide era natural do Ceará, mas foi no Mirante do Paranapanema, em São Paulo, onde seus seis filhos nasceram. 
 
Na cidade, próxima da divisa dos estados de São Paulo e Paraná, Zuleide cultivou suas origens nordestinas, que fez questão de transmitir aos filhos. “Ela tinha um sotaque muito forte, cearense. Tinha todo uma postura nordestina. Ela vivia numa colônia de cearenses. Todos com sotaque forte”, contou a empresária e professora Eliane Querino, amiga da família, que lamentou a morte de Zuleide. 
 
Luíza Helena Trajano, viúva de Erasmo e nora de Zuleide, relembrou a festa de 103 anos da mulher de personalidade forte e marcante. “Muita tristeza em despedir da minha sogra, sabendo que o céu ganha uma mulher que lutou muito. Comemorou seus 103 anos escolhendo o vestido e o cardápio da festa. Sempre de bem com a vida, nunca cobrou nada de ninguém. Por isso, era muito amada por todos”. 
 
Luízinha ainda destacou as qualidades pelas quais sua sogra era conhecida. “Assim que vamos lembrar dela: costurando até o fim, fazendo paçoca, amando aniversário, sorrindo e agradecendo sempre e acolhendo a todos”.
 
As paçocas, inclusive, faziam parte de algo que dona Zuleide amava: a culinária. Essa paixão influenciou a neta Ana Luíza Trajano, chef e pesquisadora da culinária brasileira, que nesta manhã, em Paris, onde vive com os filhos, preparou um prato que remetia à avó: tapioca. “Começando o dia preparando a massa de tapioca que carinhosamente ela fazia para nós todas as manhãs. Alguns netos gostavam fina, outros mais grossinha. E assim, logo cedo, recebíamos o carinho dela”, relembrou Ana Luiza em postagem no Instagram. As tapiocas de Zuleide foram tão marcantes para Ana Luiza que fizeram a chef dedicar seu primeiro livro a ela: "Pelas Manhãs da Tapioca".
 
Zuleide deixa quatro filhos, além de Erasmo e Jacinto, já falecidos. O último, morreu no ano passado, enquanto viajava por Portugal. “Ela era cultuada e sobreviveu a perda de dois filhos. O mais velho, marido da Luíza Helena, meu compadre Erasmo, e o mais novo, Jacinto. Ela sobreviveu a tudo isso e chegaria tranquilamente até os 104 anos. Uma grande dama”, finalizou Eliane Querino.
 
O corpo de Zuleide foi velado no São Vicente. Seu sepultamento, no Cemitério Santo Agostinho, estava previsto para começar a partir das 14 horas desta quarta-feira, 16.


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Luiz Nicola Vieira
    18/09/2020
    Tive a honra de conhecer dona Zuleide e desfrutei da amizade que mantive com seus filhos, especialmente o Erasmo. Não esqueço de sua alegria e de seus dotes culinários. Certamente foi bem recebida no Reino Celestial. Condolências à familia.
Veja mais Necrológico

CLIMA EM FRANCA

35°
24°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2303
    Sorteio: 03, 07, 17, 20, 48, 50 Data: 26/09/2020
  • Quina: 5375
    Sorteio: 05, 14, 39, 47, 79 Data: 25/09/2020