24 de outubro de 2020

Franca

CASO WESLEY

“A polícia acha até bandido e não acha um menino de 13 anos”, reclama mãe

Neste final de semana o desaparecimento de Wesley Alves Filho completa um mês. A família continua sem pistas do garoto

Franca 27/09/2020
N. Fradique
Da Redação
Arquivo de família
Camila, Wesley, Laura, Letícia e Weslinho: 30 dias depois, nenhuma pista do garoto
Neste final de semana o desaparecimento do garoto Wesley Pires Alves Filho, de 13 anos, completa um mês. O garoto, com perfil exemplar, educado, caseiro, inteligente e bom aluno, sumiu de sua casa, no Jardim Aeroporto, no dia 28 de agosto, depois de dizer para suas duas irmãs que iria a um varejão próximo à sua residência.

As últimas imagens que os pais têm do filho são de câmeras de segurança de casas dos bairros vizinhos, por onde o menino passou, incluindo uma filmagem de uma câmera de segurança de um prédio particular na rodovia Ronan Rocha, na saída para Patrocínio Paulista, ainda na fatídica sexta-feira de agosto. Era 17h35 e as imagens mostram o garoto empurrando uma bicicleta vermelha. Não há qualquer outra imagem de Wesley nos 29 dias que se seguiram até hoje.

Os pais do adolescente, Wesley Alves e Camila, já realizaram buscas em várias cidades vizinhas a Franca e de Minas Gerais, mas não encontraram nenhuma pista concreta que levasse ao paradeiro do filho. “Tudo que tenho de informações fui eu, a família e voluntários das buscas que conseguiram. Não tem nenhuma imagem do meu filho depois da sexta-feira em que ele sumiu. Tudo que a polícia tem em mãos foi o que a gente conseguiu. Depois que eles começaram a investigar, eles mesmo não encontraram mais nada”, lamenta Camila.

A mãe do garoto critica a postura da Polícia Civil. O delegado responsável pelo caso, Eduardo Lopes Bonfim, chegou a dizer em entrevista à rádio Difusora acreditar que o desparecimento é uma fuga. “Wesley não quer ser encontrado”, disse o delegado. A mãe discorda. “Isso me deixa desesperada, porque falar que o menino fugiu de casa e não quer ser encontrado é muito fácil. Como um menino de 13 anos de idade, que nunca saiu de casa, tá conseguindo se esconder da polícia? Tá conseguindo se esconder de câmeras, e nenhuma pessoa de Franca e região viu ele? Estou desesperada, sem informações”, disse Camila. “Mando mensagem para os investigadores para saber se há pistas do meu filho, (mas) eles não têm nada pra me falar, porque não descobriram nada. Eu fico indignada com isso. Um menino de 13 anos, que nunca conviveu na rua como muitas crianças que são acostumadas a ficar na rua com amiguinhos, conseguir desaparecer? Não tem nenhuma pista. A única coisa que eu escuto do delegado é que meu filho não quer voltar para casa. Um menino que nunca nem dormiu na casa de um parente, está há quase 30 dias fora de casa, não quer voltar? É angustiante escutar isso”.

Sem nenhuma resposta nesse tempo todo, a mãe do estudante faz uma cobrança mais incisiva à polícia de Franca. “Eu não tenho mais onde procurar porque se a polícia não está sabendo achar ele, como eu vou achar? O que eu acho mais incrível é não ter ele em nenhuma outra câmera, nem da rodovia, nem de cidade nenhuma e ficar assim, simples, (dizendo que) ele não quer ser encontrado. Isso não me entra na cabeça. Ele não saberia esconder desse jeito, até da polícia. A polícia acha até bandido e não acha um menino de 13 anos?”, desabafa a mãe.

Desde que Wesley desapareceu, surgiram relatos de várias pessoas dizendo ter visto o garoto. Nenhuma, absolutamente comprovada. Os mais consistentes são os depoimentos de três pessoas de Serrana, onde ele teria sido visto e conseguido carona para Ribeirão Preto.

As pessoas que garantiram ter conversado com Wesley são o comerciante Sérgio, dono de uma mercearia e que teria vendido dois pirulitos para o menino; o fiscal da cooperativa de vans, Jonathan Almeida; e o motorista da van, Sílvio Ferreira, que afirmou ter dado carona ao estudante até Ribeirão. Uma quarta testemunha, uma comerciante de Ribeirão Preto, disse ter dado um pão de queijo ao garoto francano, mas seu testemunho é considerado menos consistente. A presença de Wesley em Serrana e em Ribeirão teria ocorrido no dia 9 de setembro, uma quarta-feira.

No meio deste terrível drama, a família ainda convive com informações falsas, que muitas vezes levam os pais a irem até determinados lugares ou cidades completamente em vão. Não faltou nem mesmo uma suposta médium, de Florianópolis, que teria psicografado uma carta apontando a localização de Wesley no sótão de uma igreja em São José da Barra, Minas Gerais, a 140 km de Franca. Os pais foram até lá. Ninguém viu o garoto por ali e, obviamente, ele não estava no sótão da tal igreja nem de outras duas vasculhadas pelo pai.

“Se alguém falar que meu filho está em um determinado lugar, eu vou, porque não vou deixar de procurar meu filho. Mas essas pistas falsas só aumentam nosso sofrimento", disse Wesley Alves, pai de Weslinho, como o menino é chamado pela família. 

 

Leia mais sobre o Caso Wesley:

Psicografia leva pais de Wesley a mais uma viagem em busca do filho

Garoto usa caso de Wesley para conseguir esmolas em Ribeirão

Polícia faz perícia em celular que Wesley usava e não encontra nada



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • aNONYMOUS
    27/09/2020 6 Curtiram
    É muito triste isso que essa familia ta passando, essa incerteza machuca, não saber onde o filho tá, se ta vivo, se ta bem, isso realmente mata, e numa situação dessa a familia perde a noção dos acontecimentos. Porém jogar a culpa na polícia não dá né, por algum motivo ele fugiu, não quis ser encontrado, tomara que esteja vivo e bem, se tiver , não quer ser encontrado, isso dificulta, tem bandido que demora anos pra ser achado. Não vamos por a culpa nourtas pessoas.
  • Anderson Ribeiro
    27/09/2020 5 Curtiram
    Entendemos e respeitamos o sentimento da família. Oremos e torcemos para o retorno do garoto. Mas racionalmente argumentando sabemos q a Polícia Civil há anos está sendo enfraquecida dia a dia. Recentemente o próprio GCN reportou em suas paginas a notícia de que um delegado recentemente chegado da capital só viu uma saída para uma delegacia da região:fecha-la por falta de efetivo. Na cidade de Franca tb não é diferente acredito q muitos serviços policiais só funcionam por esforço pessoal alem de seus limites de cada policial civil. Uma dica ao GCN pq nao editar materias a respeito da condição estrutural da Polícia Civil na cidade e ir além cobrar com tamanha insistência as autoridades políticas responsaveis. Talvez os interesses políticos não permitam tais materias. Mas seria de interesse público q essas cobranças fossem feitas para futuras familias não passem por essa situação no futuro e ao procurarem um serviço publico encontrem a estrutura adequada para q os ocupantes dos cargos tenham condição de dar uma resposta adequada e eficiente à sociedade.
    • Daniel
      27/09/2020
      Perfeita a sua colocacao.
    • Matheus Silva
      28/09/2020 1 Curtiu
      Perfeito! O governo está sucateando a policia civil, Eu estou aprovado dentro das vagas para o cargo de investigador, edital do ano de 2017. somos 783 aprovados, até hoje nenhum nomeado e sem previsão. A policia não consegue trabalhar, pois não há policiais suficientes para investigarem todos os crimes.
  • Alice
    27/09/2020 3 Curtiram
    A família está coberta de razão, a investigação começou desrespeitando a lei da busca imediata. O desconhecimento desse tipo de crime é um absurdo para uma pessoa dessa posição. Vir a público falar de fuga por vontade própria quando ninguém nunca mais viu a criança. Se fosse viver como pedinte ia depender de muitas pessoas e seria visto. Nunca mais ninguém viu e a criança demonstrou pelo histórico curiosidade por coisas que a família achou estranho. Esse é um caso de grooving. A idade dele e as circunstâncias do desaparecimento indicam claramente. Ele não levou uma roupa, dinheiro, não deixou bilhete, de onde se tira que foi fuga? Só para tirar o corpo fora do trabalho investigativo. A gente está vivendo em um estado policial e a polícia não está trabalhando pelo cidadão. Acordem para vida. Por isso tem que chamar é o Batman mesmo.
  • Rodirgo
    27/09/2020 9 Curtiram
    Alguém já se perguntou, se esse garoto QUER SER ENCONTRADO!? O que motivou essa situação??? Acredito que o jovem Wesley na verdade não quer ser encontrado!
    • aNONYMOUS
      28/09/2020 1 Curtiu
      Concordo com você, e a polícia além de defasada tem que lidar com os problemas que acontece todo dia, violencia, desaparecimentos, é fácil comentar olhando só um lado e sem conhecer realmente como as coisas funcionam.
  • Joao
    28/09/2020
    Um tanto qto intrigante esse caso, difícil de opinar, pelas imagens ele saiu tranquilo de casa e certo do ia fazer. Talvez até não imaginaria que ia perdurar tanto. Já se pensou na possibilidade do garoto não estar na nossa região??? Vai que pegou carona e está em outro estado. Até pq nesse outro estado as notícias daqui não chegam. Difícil de mais, tenho 4 filhos e não imagino longe deles. O que nos deixa sem entender, o qual seria a razão dele sair sem dar notícias.......
  • José Reis da silva
    28/09/2020 1 Curtiu
    eu também acho q wesley não quer voltar pra casa, e muito estranho não ver ele em outras cameras por onde ele passou, se ele estivesse pedindo dinheiro na rua já tinha sido reconhecido, pelo tamanho da repercução nas mídias, com certeza ele esta em uma casa alguém esta cuidando dele, ele esta querendo um tempo pra ele. Deus vai mostrar pra ele dependente de qualquer coisa a família e a nossa base. Deus vai trazer ele de volta e questão de tempo. Q a paz de cristo esteja sempre com ele e toda a família dele.!
  • Dr. Edson
    28/09/2020 2 Curtiram
    Prezados., As coisas não são tão fáceis como parecem não, um exemplo típico é o desaparecimento do sr. Berdú, uma pessoa idosa, com mal de Alzheimer avançado consegue desaparecer sem deixar nenhum rastro, imaginem um adolescente com a cabeça aparentemente boa ? Não vamos julgar ninguem porque o propósito não é julgar e sim encontrar, agora na minha opinião o menino esta longe, esta muito bem tratado sim, porque se tivesse correndo algum perigo ou passando alguma necessidade ele já teria entrado em contato com a família. Culpar a policia não ajuda, porque queira ou não a família esta dependendo a policia para auxiliar nas buscas e a policia também é limitada, passou do perímetro de atuação da policia local, não se pode fazer muita coisa. O ideal seria colocar nas midias de audiência nacional, tipo do jornal da Record ou do Datena, o público maior é o povão e isto abrange locais que possivelmente alguem tenha visto o nosso querido fujão. Jamais culpe ou fale mal de alguem que possa ajudar, além de ser anti ético somente atrapalha e desanima... Vamos continuar torcendo para que esta história tenha um desfecho feliz...
  • Geliane
    29/09/2020
    Sim ,vamos torcer para que tudo fique bem
Veja mais Local

CLIMA EM FRANCA

20°
18°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2311
    Sorteio: 03, 05, 09, 35, 43, 60 Data: 22/10/2020
  • Quina: 5398
    Sorteio: 09, 14, 37, 54, 80 Data: 23/10/2020