31 de outubro de 2020

Nossas Letras

“Finalmente, depois de todas as outras criações, Deus inventou o Homem, concebido à Sua imagem e semelhança”.

Partícipe de uma ordem perfeita e organizada, foi lentamente e cada vez mais se desviando dos exemplos de sua circunstância - Lúcia Brigagão

Nossas Letras 16/10/2020
Lúcia Brigagão
Especial para o GCN
Esse Homem inicialmente dotado de atributos divinos se desenvolveu, faria ao longo de sua evolução descobertas notáveis, desvendaria o mistério de sua própria criação, conseguiria  fazer incursões pelo Universo. Partícipe de uma ordem perfeita e organizada, foi lentamente e cada vez mais se desviando dos exemplos de sua circunstância. 

Incrível e insensato Homem! Sabe que sua vida, comparada a uma simples pedra, é curta e efêmera. Mas age de forma egoísta, como se a existência de todas as coisas se resumisse naquelas poucas décadas a que tem direito, como ser vivo e frágil que é.

Maravilhoso e limitado Homem! Descobriu, desvendou mistérios e tem consciência do funcionamento de sua racionalidade, sabe como trabalha o mecanismo do seu cérebro. É, entretanto, incapaz de controlar seu lado irracional, embora consiga elaborar desculpas para justificar sua animosidade e intolerância.

Fantástico e violento Homem! Inventou aparelhos que ao encurtar distâncias tornou o mundo pequeno. No entanto dificilmente consegue se entender com seus semelhantes, mesmo os mais próximos fisicamente. Interfere de forma prepotente na vida dos que lhe são estranhos, impõe-se na determinação dos rumos de sociedades das quais não participa pelo simples desejo de dominar e querer instalar o que considera correto, segundo seus princípios.

Fabuloso e egocêntrico Homem! Desenvolveu locais de estudo absurdamente equipados onde toma conhecimento da impressionante diversidade de saberes e opiniões de estudiosos em áreas complicadas e incomuns.  Toda a ciência que armazenou, no entanto,  não o habilita a se auto analisar e muito menos fazer julgamento imparcial da moralidade de suas atitudes. É inábil no tratamento com seus iguais. Despreza os que não se encaixam nos seus padrões, desvaloriza os diferentes.

Espetacular e inconsequente Homem! Estudou e descobriu a etiologia da maioria das doenças a que está sujeito para curá-las. Inventou formas requintadas para exterminar seus desafetos. Utiliza-se do nome de Deus para matar e não raro ganha condecorações pela façanha.

Patético, mesquinho e estranho Homem! Teoriza sobre Direito, Respeito, cria organizações para controlar e dar parâmetros às relações entre os países e não consegue acatar democraticamente quaisquer decisões majoritárias. Criou o conceito, sem captar o verdadeiro sentido de Autonomia.

Pobre e paradoxal criatura, divinamente concebida! Era para ser a mais importante figura e, dentro de hierarquia, o responsável por toda a criação de Deus. Entretanto, desviando-se da perfeição que poderia alcançar pelas características de sua origem, veio a ser, apenas, a mais agressiva de todas as obras divinas.

Tal qual na caixa de Pandora, ainda nos resta a Esperança. Afinal a mesma mão que empunha arma tem semelhança com aquela que criou pinturas, esculturas e escreveu os mais lindos poemas e histórias de amor. Os meandros dos cérebros que organizam táticas de extermínio e opressão funcionam, mecanicamente, de forma idêntica aos daqueles dos inventores dos benefícios que tornaram a vida humana possível, longeva e cheia de dignidade. Esperemos que, depois de perceber sua fragilidade, limitações e a impermanência de tudo - principalmente a sua própria - possa existir perspectiva para transformação deste Homem em criatura humana. Desarmado, diante desta nova circunstância, poderá sobreviver.  Amansado, seu coração estará preparado para viver cada minuto com intensidade e participar consciente, inteira e habilmente, de toda a perfeição da ordem universal.

 

(Texto originalmente criado em 2001, revisto e novamente publicado em 18 de outubro de 2020.)



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

CLIMA EM FRANCA

24°
18°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2313
    Sorteio: 03, 20, 26, 45, 49, 58 Data: 28/10/2020
  • Quina: 5404
    Sorteio: 20, 34, 66, 70, 75 Data: 30/10/2020