21 de janeiro de 2021

Nossas Letras

1935

Naqueles tempos de antanho, famílias e professores comemoravam o fim das etapas escolares com foto dos alunos perfilados, bem-vestidos e sérios, como convinha às pessoas de bem - Lúcia Brigagão

Nossas Letras 19/12/2020
Lúcia Brigagão
Especial para o GCN
Grupo Escolar Coronel Francisco Martins. Naquele tempo era obrigatório registrar momentos importantes da vida dos escolares. Etapas bem definidas, era praxe a foto da turma que terminava o Jardim de Infância e ingressava no Curso Primário. Depois, mais tarde, nova foto com a turma que fechava o ciclo e se encaminhava para o Curso Ginasial. Muitos ficavam por aí, como se fosse primeira seleção. Alguns anos mais tarde, alguns poucos privilegiados eram encaminhados para a fase seguinte que compreendia, entre outros, o Curso do Magistério, o de Técnico em Contabilidade ou pré-cursos universitários, para escolas que requeriam preparação especial, como as de Engenharia, Medicina, Direito. Durante o Estado Novo (1937 a 1945), decretado por Getúlio Vargas, anunciou-se nova constituição para o Brasil que alteraria nossa grade escolar, que tomaria feição muito semelhante à existente hoje. De qualquer forma, naqueles tempos de antanho, famílias e professores comemoravam o fim das etapas escolares com foto dos alunos perfilados, bem-vestidos e sérios, como convinha às pessoas de bem.

A foto acima faz parte do meu acervo particular. Detalhes que me emocionam: os textos, escritos à mão no verso, entre eles o do registro da efeméride e da data: “Ano de 1935. Clara com 11 anos. 4º Ano Primário.” Clara era minha mãe, queria ser professora, sonho abortado pelo meu avô que a tirou da escola aos dezesseis, quando soube do namorico dela com Nicola, o galã da vizinhança. Alegação: se queria namorar era para casar; se ia casar, estudar pra quê? Outro detalhe fantástico: a identificação dos fotografados. A letra é da minha irmã, grafada no papel amarelado pelo tempo. “Esquerda para a direita, em pé: Jorge, Jacira Símaro, Zélia David, Elite, pula, Geralda Machado, Clara, Ofélia, Lito. Sentados, esquerda para a direita: Glória Garcia, Isabel Carreño, pula, pula, Professora Durvalina, Maria Rosa Ferrante, pula, Lourdes do Vale (morena), Dirce. No chão: filha da professora Corina, Helena Pini, pula, de óculos, Célia.”

Alguns desses colegas mantiveram amizade ou alguma proximidade entre si, pela vida afora. Por exemplo, Elite foi amiga de minha mãe enquanto viveram. Era minha madrinha de batismo e de casamento. E fui dama de honra do seu casamento. Geralda Machado, que mais tarde teria Presotto no sobrenome, foi professora. Sobre a professora Durvalina, ouvi e guardei emocionante e trágica história. Numa certa etapa de vida, talvez já mais madura, teria descoberto grave doença nos pulmões que, se não matava na época, com certeza estigmatizava a pessoa. O doente se afastava de familiares e amigos e ia, caso tivesse dinheiro, se tratar em Campos de Jordão. Ela teria contraído a terrível tísica. Ou tuberculose pulmonar. Dizem, ela teria ao cemitério e cometido suicídio sobre túmulo de alguém conhecido e seu corpo foi descoberto algumas horas mais tarde, bem depois. Sua figura na foto, sempre me impressionou. Principalmente seu olhar. Perdia-me olhando para ela e me perguntava se, àquela altura, ela já sabia da doença. Ou quando saberia? Minha imaginação dava piruetas no ar...

Hoje a foto me traz outro tipo de questionamento. Com certeza alguns dos fotografados têm descendentes francanos. Mais próximos de mim, Elite deixou Paulo Henrique, que mora em São Paulo. Tenho irmãos. Geralda Machado teve Cristina e Filomena. Os sobrenomes Símaro, Pini e Ferrante são conhecidos na cidade. Quando passar a epidemia, quem sabe a gente se encontra e descobre outros descendentes e familiares dos formandos.. Sabe como é: alguém conhece alguém, que conhece alguém...



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

CLIMA EM FRANCA

28°
17°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2336
    Sorteio: 08, 10, 20, 27, 28, 50 Data: 20/01/2021
  • Quina: 5471
    Sorteio: 07, 27, 35, 39, 49 Data: 20/01/2021