26 de janeiro de 2021

Franca

PANDEMIA

Médico da Vigilância alerta para 'situação de magnitude tão grande e tão severa'

Homero Rosa confirma que a pandemia nunca esteve em um nível tão acelerado como agora e que, neste primeiro semestre, não será possível ter controle da covid-19, mesmo com o início da vacinação.

Franca 13/01/2021
Heloísa Taveira
da Redação
Arquivo/GCN
Homera Rosa, médico da Vigilância Epidemiológica de Franca
"Ninguém se prepara financeiramente, politicamente, para uma situação de magnitude tão grande e tão severa como essa." A afirmação é do médico da Vigilância Epidemiológica de Franca, Homero Rosa, sobre a situação "crítica" que vive atualmente o Estado de São Paulo, em relação ao avanço da pandemia do novo coronavírus.
 
Na manhã desta quarta-feira, 13, o médico participou do programa A hora é essa!, da rádio Difusora. Na entrevista, Homero Rosa alertou sobre a situação que apavora a cidade em relação à Covid-19. 
 
Janeiro, com apenas duas semanas, já é considerado o pior mês de toda pandemia. “Nós demoramos quase dois meses, desde o começo da doença, para chegar na condição que em poucos dias nós chegamos agora. Praticamente o país todo registrou um grande aumento da circulação do vírus depois do dia 20 de dezembro”, disse o especialista. 
 
Esse quadro se torna ainda mais preocupante, quando considerado que, até a primeira quinzena de dezembro, os números apresentavam uma baixa constante. “Estávamos realmente em uma situação epidemiológica muito favorável, com grande queda dos casos e internações, mas infelizmente não conseguimos sensibilizar boa parte da população, que simplesmente começou a ignorar a pandemia e o vírus.”
 
A preocupação não é somente em relação a Franca. Os dados que o Estado e o País apresentam todos os dias também indicam um crescimento acelerado da disseminação do coronavírus. “Ontem nós tivemos uma reunião com o Comitê de Enfrentamento e foi posicionado para nós, pelo Departamento Regional de Saúde, que todo o Estado de São Paulo, todas as regiões estão em situação crítica, principalmente a oferta de vagas, seja de enfermaria, seja de UTI, porque ninguém se prepara financeiramente, politicamente, para uma situação de magnitude tão grande e tão severa como essa”, afirmou Homero. 
 
Avanço entre os jovens
Uma outra observação feita pelo epidemiologista é sobre o aumento de infecção entre os jovens nas últimas semanas, que geralmente eram menos atingidos pela doença. “Os jovens não estavam sendo acometidos, não procuravam atendimento médico. E, durante essas últimas três semanas, a quantidade de jovens que estão procurando médico, fazendo o exame e dando positivo é muito grande”, disse. Homero ressaltou que sua maior preocupação é que o vírus se manifeste também de forma mais comum nas crianças.
 
Além do aumento nos casos, que reflete diretamente na capacidade dos hospitais, há também a pressão sobre os profissionais de saúde. Homero ressaltou que esses trabalhadores de Franca, mesmo com tantas dificuldades, continuam firmes na missão.
 
“Os profissionais de saúde estão exaustos, muito exaustos. Estão se arrastando para poder trabalhar, porque já estão há mais de nove meses nessa luta e esse enfrentamento é difícil, física e mentalmente”, disse ele, destacando a falta de profissionais para o enfrentamento da pandemia e a falta de conscientização por parte da população. "A gente tem que seguir em frente. Não dá para parar e descansar. É pelo bem coletivo", finalizou.


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Chiarello Netto
    13/01/2021 1 Curtiu
    A conscientização, quando não observada, deve ser imposta com medidas severas. Primeiro fecha tudo o que não for de primeiras necessidades, depois, continuando o abuso, deve ser adotadas medidas drásticas, até prisão, se for o caso, dependendo do grau abusivo. É a saúde da população que deve ser preservada. e colocada em primeiro plano.
  • Luis
    14/01/2021
    Fecha a cidade, tem muita gente sem consciência espalhando o vírus.
  • Homero
    14/01/2021 1 Curtiu
    Estou cansado! Sou da area da saude, estou exausto de enxugar gelo e pagar um absurdo por EPIS cx de luva 100 reais e mascaras 120 sendo q o preço a um ano atras nao passava de 20’reais!! Oq eh isso? Q povo eh esse? Q consciência eh essa?! Temos muito pra aprender ainda com o covid
  • Lee Santana
    14/01/2021 1 Curtiu
    POIS É, E AINDA TEM UM MONTE DE BABACAS DIZENDO QUE NAO VAO TOMAR A VACINA CORONAVAC PORQUE ELA É CHINESA (COMO SE EXISTISSE ALGO NO MUNDO QUE NAO FOSSE PRODUZIDO NA CHINA), E ESSES MESMOS BABACAS E O SEU ATLETA ACHAM QUE A CLOROQUINA É A SOLUÇÃO, E SÓ ESQUECEM DE UM PEQUENO DETALHE, QUE SE A CLOROQUINA RESOLVESSE DE FATO O PROBLEMA O DONALD TRUMP IDOLO DO MAIOR BABACA BRASILEIRO NÃO TERIA ENVIADO NENHUM COMPRIMIDINHO DE CLOROQUINA PARA O BRASIL !!!!!!
  • Juan Douglas Dias
    14/01/2021
    É claro que eles estão exaustos! enquanto o prefeito tem um salário de R$19.000 e cada secretário R$8.000 [2018], os trabalhadores da área da saúde não recebem nem o devido salário que merecem...sem contar o custo com EPIs que eles estão tendo.
  • Helio
    14/01/2021 2 Curtiram
    Tratamento PRECOCE, não está sendo adotado, uma pena tantas mortes sem tratamento adequado.
  • José osmar
    14/01/2021
    Faça-mos uma recapitulação do acontecido:1-Início da Pandemia:China esconde a doença -OMS demora demais para anunciar que se tratava de uma Pandemia-Governadores do Rio e SP não cancelam o Carnaval -Politização do tratamento da enfermidade antes não se admitia tratamentos precoce se não tivesse comprovação científica,mas agora querem nos empurrar vacinas goela abaixo semsaber-mos dos possíveis efeitos colaterais.-Erramos todos nos não é doutor,primeiro porque as medidas preconizadas pela OMS não surtiram efeito ,porque até os profissionais da saúde mesmo usando máscaras foram os mais contaminados,estamos na verdade tateando as escuras ,porque nos sabemos que a Ciência é limitada,a Medicina é limitada,e o conhecimento Humano é limitado ,o que é uma ignorância suigeneres culpar alguém concedendo -lhe o titulo de Culpado.
  • Joel Silva de Souza
    15/01/2021
    Estive ainda ontem, no centro da cidade e vi que a população parece que não está levando a sério. Tem que acontecer com alguém da família deles? Um empurra empurra, mercados lotados da mesma forma. Kd as medidas? Culpam governos mas e a colaboração da população? O governo municipal esta tentando fazer sua parte e o resto da população? Depois, como Judas, culpam seus bem feitores que tentam de todas as formas contornar esta situação. Nem são bem feitores mas, partidários de uma causa em comum! Multa...e se for preciso...cadeia!!
  • Sandro
    15/01/2021
    O que não é essencial? Cabeleireiros? Lojas de utilidades? Lojas de confecção? Ok não cortem cabelos,não fassam barba,vissem trapos de roupas,não comprem pratos,copos,talheres,lixeiras etc é comam com a mão no chão como bichos principalmente os políticos não sirvam comidas nas assembleias legislativas em seus restaurantes comam Marmitex ,a Hipocresia chegou no limite temos que tomar os devidos cuidados com certeza higieni é essencial mas parar tudo?Não seria esta a solução.
Veja mais Local

CLIMA EM FRANCA

30°
19°

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena: 2337
    Sorteio: 02, 09, 34, 49, 51, 55 Data: 23/01/2021
  • Quina: 5475
    Sorteio: 23, 37, 42, 46, 79 Data: 25/01/2021