10 de abril de 2021

Nossas Letras

Processo é progresso

“A partir do meu "sim" que não foi planejado, peguei a mania de olhar para cima e dizer Àquele que me criou: tudo bem, eu confio, faça Seu jeito! Porque eu entendi que nada daquilo estaria realmente sob o meu comando.”

Nossas Letras 13/03/2021
Marcela Crisol
Especial para o GCN
Uma das grandes lições que a maternidade me trouxe, foi a capacidade de desenvolver a paciência e a espera.

Os processos de conceber e de gestar, os iniciais, aqueles que muitas vezes passam despercebidos ao conhecimento de quem está de fora da situação, já implicam grandes transformações nos corações dos pais.

Tudo começa antes mesmo dos filhos chegarem ao plano físico; com o querer, o planejar, as tentativas, os nãos recebidos - ou o oposto de tudo isso; a notícia inesperada, que pega de surpresa, o sim recebido sem nem ter sido buscado. E é nessa pequena deixa do destino que entendemos o quanto não estamos no controle de nada.

Desse processo em diante, inicia-se o exercício da confiança: a espera da confirmação se a gestação irá prosseguir ou ser interrompida espontaneamente, como acontece muito mais vezes do que gostaríamos. A descoberta do sexo - que para muitos também gera expectativa e para outros ansiedade. O desenvolvimento do bebê - se dentro dos padrões esperados, dados como normalidade, ou não. O ganho de peso adequado, o crescimento, as batidas do coração, e tudo aquilo que acontece ao longo de nove meses até o momento do parto - que para muitas famílias é marcado, agendado, para outras é uma verdadeira surpresa, e para tantas outras é um momento em que tudo sai totalmente do controle e se torna muito melhor que o imaginado, ou pior.

A partir do meu "sim" que não foi planejado, peguei a mania de olhar para cima e dizer Àquele que me criou: tudo bem, eu confio, faça Seu jeito! Porque eu entendi que nada daquilo estaria realmente sob o meu comando.

Com a chegada de um bebê em uma casa, o cenário é o mesmo. A ansiedade, a preocupação e o medo com diversas questões como se ele (ou ela, ou ambos) vão sofrer com cólicas, se vão mamar, se vão dormir, se vão chorar. E com o passar dos meses, também. Se vão comer, quando vão desmamar, se vão sofrer com a chegada dos dentinhos, se estão se desenvolvendo conforme o esperado. E com o passar dos anos - ainda não cheguei nessa etapa - imagino que todas as incertezas se mantenham; escolhas que farão, se serão felizes, a personalidade e todo o resto.

Eu sempre acreditei que a única forma de aprimorarmos, trabalharmos aqueles nossos defeitos e o que é falho em nós, é vivendo situações em que essas nossas características nos são escancaradas e somos obrigados a contorná-las. Não evoluímos imaginando que estamos melhorando; evoluímos trabalhando arduamente pela melhoria. E isso só acontece quando somos de fato testados pela vida.

E comigo foi assim, e tem sido! Como alguém ansiosa e muitas vezes impaciente que fui, venho há cerca de um ano e meio, durante todos os meus dias, aprendendo a entregar as rédeas e a confiar. Descansar no colo Daquele que sabe o tempo de fazer acontecer todas as coisas. Acreditar que todos os processos pelos quais eu, e aqueles que amo, passaremos, são o melhores para o nosso crescimento e melhoria.

Talvez a minha grande professora tenha sido essa, a maternidade e tudo o que ela envolve. Mas acredito com toda a minha fé que mesmo que essa não seja a sua escola, existe sim algo muito valioso, nas entrelinhas do cotidiano básico e simples da sua vida, tentado trazer as maiores e mais ricas lições que você poderia receber.

Estarmos atentos aos nossos processos faz com que nos tornemos capazes de enxergar os milagres através dos quais a vida fala conosco. E a chance que ela nos dá de trabalharmos aquelas pequenas sujeirinhas que preferiríamos empurrar para debaixo do tapete para evitar a fadiga.

Todos os dias nos é dada a chance de reconhecermos onde é que a vida gostaria de trabalhar em nós.

Abrace o processo. Olhe pra cima e entregue para Ele. Permita-se ser transformado.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001