08 de maio de 2021

Nossas Letras

Photografia

"Lembrança muito tempo depois emoldurada e disposta na parede de área íntima da casa da neta do casal, junto com outras fotos igualmente simbólicas, de muitos outros antepassados".

Nossas Letras 17/04/2021
Lúcia Brigagão
Especial para o GCN
A photographia, lembrança do casamento de Joaquim Junqueira e Rita Francisca de Araújo Junqueira tem dedicatória para tia Meia, foi tirada em Uberabinha, num distante 10 de novembro de 1923; muito tempo depois emoldurada e disposta na parede de área íntima da casa da neta do casal, junto com outras fotos igualmente simbólicas, de muitos outros antepassados.  Toda vez que passa em frente, a neta lhes pede bênção, faz reverência silenciosa aos ancestrais. Pela casa já passaram pessoas que, sem entender corretamente a homenagem ao passado, chamavam a parede de “cemitério”. E, diziam, tinham medo deles. Nenhum dos descendentes diretos, porém, tem a mesma postura. São, ao contrário respeitosos e carinhosos com tais lembranças, mesmo sem terem referências, pelo menos vívidas, daqueles ancestrais.

Joaquim nasceu em Porto Ferreira, Rita Francisca em Uberlândia, que ainda era Uberabinha. Joaquim era filho de Sebastião Junqueira e Clara Ferreira de Araújo Junqueira, nascido em 20 de maio de 1889, em Porto Ferreira. Rita Francisca, a mais nova de seis filhos, nasceu num abril, no começo do século XX, filha de Francisco Emílio de Araújo Neto e Maria Cândida de Araújo que morreu de complicações no parto, no mesmo dia e hora em que a caçula nascia. Foi criada por Didinha, a irmã mais velha, que adorava. Ritinha se ria contando sua infância: que era prepotente, arrogante, mimada, fazia birra por nada.  Que um dia decidiu que não iria mais à escola: tinha se cansado. As irmãs mais velhas disseram sim, não precisa mais ir, que mulheres não precisavam disso. Mulheres brasileiras, melhor dizendo, porque europeias e americanas – e algumas brasileiras, vá lá -  por aquele tempo já estudavam, tinham profissão, faziam descobertas fantásticas, desbravavam terras. Ritinha um dia se encantou com o mulato que passava em frente à sua casa, vestido com roupas simples e sujas, de trabalho. E o raio caiu.

Casaram-se, tiveram três filhos Clara, Francisco Emílio, Flávio. Ele trabalhou em várias cidades paulistas, mineiras e paranaenses, sempre como pintor de carros. Ela o acompanhava estado para lá, estado para cá, com os filhos a tiracolo. Combinavam muito, embora ele tivesse gênio ruim e fosse inclemente com os filhos. Era exímio violonista, cantava valsas antigas, músicas de Orlando Silva Gilberto Alves, Chico Alves, Vicente Celestino, que ensinou para os netos.  Ela, aprendeu a ler fluentemente, melhorou sua leitura através dos livros do espiritismo, doutrina que adotou e na qual evoluiu. Formaram casal harmônico e foram felizes. Ele morreu primeiro. Foi enterrado em Uberlândia. Ela morreu em e está descansando em terras francanas.

Uberabinha virou Uberlândia. A rua Machado de Assis, onde viveram por anos, na casa número 33, talvez não mais exista. O pente da cabeça de Rita, desapareceu. O vestido de noiva que ela descrevia e todos afirmavam ser lindo, virou trapo. Eles próprios viraram lembrança. Quando os descendentes passam pela parede da casa onde está pendurada a foto, saem assobiando “Uma grande dor não se esquece”, do repertório de Gilberto Alves, gravada em 1940, música que Joaquim ensinou filhos e netos a cantar e ainda deixou, como herança, a gravação num disco bolacha preta 78RPM, que guardam como relíquia.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001