08 de maio de 2021

Nossas Letras

Sobre as histórias de um cirurgião

“Desfilam pelas páginas do livro personagens reais desde professores, colegas de faculdade, funcionários dos hospitais, pacientes."

Nossas Letras 24/04/2021
Jane Lúcia Mahalem
Especial para o GCN

“Queres ser médico, meu filho?

Essa é a aspiração de uma alma generosa,

de um espírito ávido de ciência.

Tens pensado bem no que há de ser tua vida?”

Esculápio

Esculápio, na mitologia grega e romana é o deus da Medicina e da Cura.

Dizem que todos que escolhem esse caminho, em algum momento, antes da decisão, ouvem essa pergunta e precisam responder com a voz do coração.

É sobre essa escolha que se sustenta o belo livro do Dr. José Carlos Vaz: “Histórias de um cirurgião”.

Como leiga, aprendi muito com o livro e, creio eu, mesmo que fosse médica, eu também teria me deliciado com suas histórias. Assim, o autor conseguiu atingir todos os públicos.

Relatos autobiográficos nos contam, em pequenos textos, fatos da sua vida de médico cirurgião. Desde o início, o momento da escolha de um jovem, cheio de sonhos e projetos, a entrada na Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro, até sua aposentadoria como cirurgião, o Dr. José Carlos nos conduz pelo caminho escolhido, mostrando-nos suas alegrias, seus medos, suas tristezas, sua coragem e, sobretudo, a grande dedicação à Medicina.

Os textos podem ser lidos separadamente, pois apesar de seguirem uma ordem cronológica, são autônomos, sem nos prenderem a uma sequência imposta.

Para mim, posso dizer que foi uma leitura muito prazerosa.

Ri, muitas vezes, com as situações inusitadas que nunca imaginei acontecer dentro de uma sala de cirurgia. Em vários outros momentos, me emocionei, sentindo a dor de uma perda ou os momentos aflitivos de um cirurgião. Também me sensibilizou a coragem do médico-autor de se expor, mostrando, com humildade, suas fraquezas, inseguranças e decepções, sua humanidade, enfim.

Desfilam pelas páginas do livro personagens reais desde professores, colegas de faculdade, funcionários dos hospitais, pacientes. Todos eles carregam, em cada história, uma oportunidade para o médico demonstrar seu sentimento de gratidão por ajudarem a compor essa história.

O autor traz lembranças que marcaram seu caminho, como frases ditas por professores e por grandes cirurgiões que pautaram o caminho de José

Carlos. “Você é cirurgião. Não é Deus.” Essa frase-título de um dos textos trabalha, magnificamente, a vaidade de quem está começando e ainda não reconhece seus limites. E é bonito perceber que a aprendizagem recebida foi cuidadosamente guardada e praticada por toda a vida do cirurgião.

Além disso, o doutor-autor nos passa conhecimentos, usando adequadamente o vocabulário médico, explicando, sem altivez e de forma clara, deixando o leitor confortável, não subestimando a compreensão de um leigo.

Esse livro me fez muito bem, Dr. José Carlos Vaz, e concluí, sem nenhuma dúvida, que você respondeu à pergunta de Esculápio com a voz do coração, fazendo de sua vida, a Medicina e, da Medicina, seu caminho de realização como ser humano.



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001