24 de julho de 2021

Franca

EXCLUSIVO

Médica de Franca vende atestado falso para furar fila da vacina

Por apenas R$ 100, a clínica geral emite laudo e uma receita médica que atesta alguma doença que permita a imunização. Tudo por zap, sem nenhum exame ou contato com o paciente e com comorbidade de livre escolha.

Franca 11/06/2021
Victor Linjardi e N.Fradique
da Redação
Reprodução GCN
Trecho da conversa em que a negociação foi realizada
Uma médica de Franca está vendendo atestado para pessoas que querem se vacinar contra a covid-19 mesmo sem nenhuma comorbidade. O trâmite é feito todo via WhatsApp, em minutos. Por apenas R$ 100, ela emite um laudo e fornece uma receita médica que atestam alguma doença que permita a imunização. O portal GCN realizou a compra nesta sexta-feira, 11.
 
Após denúncias recebidas pela redação do GCN que indicavam a venda de atestados falsos, a médica Taísa Borges Flores foi contatada. Em uma negociação rápida, ela perguntou apenas o nome e idade. Quis saber também se havia alguma doença. O interessado informou que não tinha qualquer comorbidade. Ela sugeriu então duas opções: hipertensão ou bronquite. “Coloca bronquite, pois sou fumante”, pediu o repórter. Assim foi feito. Não houve consulta, pedido de exames nem qualquer pergunta adicional. O repórter é saudável e não tem comorbidades.
 
Ao longo das mensagens trocadas, Taísa chegou a sugerir que o procedimento fosse realizado pessoalmente, alegando que não estava em Franca nesta sexta-feira e não teria como entregar o atestado físico. A médica alertou sobre possível dificuldade do cliente para conseguir vacinar com a versão digital do atestado nas UBSs (Unidades Básica de Saúde) de Franca. O repórter contatou por telefone a UBS da Estação e foi informado que, desde que constasse a assinatura e o carimbo do médico, a versão por WhatsApp seria aceita.
 
Com isso, a médica se dispôs a concluir a negociação. Minutos depois a foto da receita foi enviada ao “paciente” por WhatsApp. Para concluir a compra, o pagamento de R$ 100 foi feito através de um PIX, cujo destinatário não levava o nome da doutora.
 
No documento, a médica "atesta" que o "paciente", que ela nunca viu nem examinou, passou por consulta e tem comorbidades. "Relatório Médico - Relato que o paciente, Vitor Teixeira, de 29 anos, esteve em consulta médica e constato bronquite e asma crônica (tabagismo de longa data)", diz trecho do atestado. Na receita médica, ela prescreve inclusive com dosagem e frequência medicamentos para o paciente que nunca examinou.
 
A médica é funcionária da Prefeitura e atende em uma Unidade Básica da cidade. Além deste trabalho, também atende como clínica geral e especialista em saúde mental em um consultório particular no centro de Franca.
 
O portal GCN está em posse da receita e laudo comprados. Os documentos serão encaminhados para as autoridades responsáveis. Os repórteres responsáveis por esta matéria nem qualquer outro funcionário do GCN fez ou fará uso do atestado para se vacinar. O áudio com a conversa mantida com a médica também está preservado pelo GCN.
 
Procurada, a médica Taísa Flores tentou justificar a venda do atestado. “Eu faço telemedicina, a gente atende assim. Hoje em dia está difícil atender pessoalmente, mas muita gente eu atendo assim. Meu preço é até bem mais barato do que o normal, porque eu atendo como psiquiatra e meu preço é R$ 350. Quem me pedir, que tem comorbidade, sim (emito o laudo e receita). Eu acho que não tem como não fazer”, disse ela.
 
Ao ser informada de que o "comprador" havia dito a ela não possuir comorbidade e mesmo assim ter conseguido comprar o atestado médico, a médica disse que o comprador "provavelmente" mentiu. “Ele não tinha doença? Porque a gente acredita no que a pessoa fala, né? Provavelmente, ele mentiu que tinha problema pulmonar, sobre uma doença. Isso foi uma exceção, ele mentiu porque disse que era tabagista. Mas vamos ver. Vamos atrás”, disse a médica.

Durante a conversa com a médica, o repórter foi explícito em afirmar que não tinha comorbidades. O repórter também não se consultou com a profissional nem nunca foi paciente dela. Desde o início do contato, ele afirma que quer um atestado para vacinar. Ela não faz qualquer pergunta adicional sobre o histórico médico do paciente.
 
A assessoria de comunicação da Prefeitura de Franca disse em nota que medidas têm sido adotadas para responsabilizar infratores do processo de vacinação. "A Prefeitura tem adotado algumas medidas para responsabilizar possíveis infratores ou falsificadores de receitas e laudos, como, por exemplo, a retenção de cópia dos mesmos. Assim, será possível municiar os órgãos de fiscalização profissional, o Ministério Público e a polícia, caso alguma denúncia seja confirmada. No serviço público, presume-se sempre a boa fé e a veracidade das informações apresentadas, comprovadas por meio de documentos médicos".

A Prefeitura disse ainda que o caso precisa ser apurado pelo conselho de classe. Uma sindicância será instaurada para acompanhar o processo.
 
Confira a conversa, receita e laudo no slide:


COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Bozolula
    11/06/2021 3 Curtiram
    Depois a culpa é dos nossos políticos.....
    • Lee Santana
      11/06/2021 10 Curtiram
      SE TIVESSEM VACINAS NO PAIS PARA TODOS ESSE TIPO DE IMORALIDADE DE VENDA DE ATESTADO NAO EXISTIRIA !!!!CLARO QUE A CULPA É DOS POLITICOS EM PARTICULAR DO PRESIDENTE DA REPUBLICA, MAIS CONHECIDO COMO KIM JONG-BOZO !!!!
    • Jader barbalho
      12/06/2021
      Kkkkkk é isso ai.... a gente so rouba e corrompe porque existe o dinheiro. Entao a culpa nao e nossa...e do dinheiro kkkkk
  • Silas
    11/06/2021 3 Curtiram
    Não adianta criticar .....pecado no mínimo pecado no máximo Qualquer um que tiver a oportunidade fará o mesmo Imagina os casos que jamais serão descobertos Políticos então nem se fala .......
  • Anonimus
    11/06/2021 4 Curtiram
    100 reais custou a paz vendeu muito barato
    • Ricardo
      12/06/2021
      100 por 1 atestado, imagina quantos ela ja vendeu até agora
  • Gerardo Prado
    11/06/2021 2 Curtiram
    Essa aí é mais queimada que rosca de boiola....Kkkkkk gostei da parte atendo como psiquiatria kkkkkkk
  • APARECIDO DONIZETE NUNES
    11/06/2021
    Ela deve ser Irmã daquela Deputada do Rio de Janeiro que esta sendo cassada a Flordelis .
  • Maria
    11/06/2021
    Gente!!! Isso é muito sério!! Já foi feita a denúncia?? Isso não pode ficar impune
    • Santino Corleone
      11/06/2021 5 Curtiram
      Claro que vai ficar. Ate o Lularapio ficou... que roubou aproximadamente rs 300 milhões. Imagina cem conto.
    • Maria
      12/06/2021
      Santino, para de falar merda, vai lá lamber as bolas do seu macho ladrão e genocida o bolsolixo
    • Ped
      13/06/2021
      Maria, sua imbecil. Não gostar do Lula não quer dizer gostar do Bolsonaro. Idiota.
  • James
    11/06/2021 4 Curtiram
    Muito feliz GCN eu que denunciei pois achei um absurdo. Só hoje fiquei sabendo de 15 pessoas que vacinaram através dessa pilantra. Parabéns GCN, fui no lugar certo!
    • joao
      12/06/2021 2 Curtiram
      Deveriam investigar tambem esses estabelecimentos que venderam bebidas alcoolicas agora nesses 15 dias, e esses pontos de drogas que todos veem, mas faz de conta que não estão vendo né, e com isso vamos vivendo no meio dessa porcariada. Esse é o famoso jeitinho brasileiro, sempre tem um querendo levar vantagem.
  • TANIA CRISTINA DOS SANTOS
    11/06/2021
    Pois é...
  • Renan
    11/06/2021 3 Curtiram
    Parabéns ao GCN pela incrível investigação
  • Verdadeiro
    11/06/2021
    Essa açougueira deve tá passando fome, 100 reais ? Tá de brincadeira!
  • Alceu Vicente da silva
    11/06/2021 5 Curtiram
    Porque tanto ódio sobre a ex presidenta Dilma principalmente pela classe médica? Dilma trouxe médicos com perdi humanista , para cuidar dos Maísa pobres.indigenas, ribeirinhos, quilombolas que fazem parte da parcela dia população invisível deste país. Os lugares onde estás pessoas habitam.não possuem Shoppins .não possuem aeroportos, não da para chegar de carro em dia chuvoso, esses motivos levaram os médicos brasileiros entre eles a Capitã Cloroquinaa irem aos aeroportos achincalhar seus colegas de profissão,já que estes cidadãos e cidadãs, vieram de longe para morar e cuidar daqueles que a nossa turma da cloroquina detesta a extrema pobreza .Este talvez foi um dos pecados de Dilma trazer médicos que possuíam formação humana para cuidar daqueles que os nossos patriotas detestam os excluidos
  • Dr pimpolho
    11/06/2021 1 Curtiu
    Minha opinião.... ache um especialista que vc se identifica... pague ele bem .... e fique em paz. Caso contrário vai cair numa dessas.
  • Lucas Alberto Teles
    11/06/2021 2 Curtiram
    Primeiro ela TEM que perder a licença de médica que tem, depois ela tem que ser presa pra servir de exemplo as próximas gerações de médicos que virão. Realmente um ser humano deplorável!!
    • Fernando
      12/06/2021
      Calma amigo quem pagou foi por questões de saúde, não compete a nós julgar o caso .. tem médicos que vacinou família inteira com certeza, o que ele fez na verdade foi ganhar a consulta
  • Prática Comum
    12/06/2021
    A única diferença desta médica dos seus colegas é o preço e a exposição, sei de diversos casos de gente que inventou comodidade para passar na frente na fila da vacina, brasileiro adora furar fila, tem até santo que ajuda fazer isso. Pelo presidente que temos pode-se avaliar o povo, um merece o outro e vice-versa.
  • Ana flavia Lima
    12/06/2021
    Se eu tivesse dinheiro pagaria tbm, palhaçada, todos ainda não está vacinado, principalmente os que sai de casa para trabalhar e está na linha de sempre, pq não só o pessoal da saúde que está , e sim todos que aparece lá com a doença.
  • Adilson
    12/06/2021
    Parabens para o grupo gcn, agora se depender da classe medica julgar essa medica, tudo termina em pizza, classe corporativista. E é esse tipo de pessoa que veste camisa verde e amarela da cbf corrupta e vai para ruas apoiar o dr jair morte
  • Milton menezes
    12/06/2021 3 Curtiram
    Quem aqui dos comentaristas que não tem casa um computador com Windows pirata??? Isso também e\' crime. E\' corrupção. Também. E\' fácil ficar julgando.... O cerne da questão e\' se tivesse vacinas pra todos não haveria necessidade de falsificar nada...
  • Milton Roberto Gregório
    12/06/2021
    A médica em questão é especialista em saúde mental, quando na realidade, a louca é ela, ( por dinheiro). Aposto que tbm é bolsonarista...
    • Jao
      13/06/2021
      E vc deve ser um tremendo imbecil.
  • Tiago
    12/06/2021
    Está cobrando para emitir o laudo, mas quem disse que é falso?
    • GCN
      12/06/2021 1 Curtiu
      Nota da Redação: nós dissemos. O atestado foi emitido para uma pessoa que ela não conhece, nunca tratou, não examinou e nem tem qualquer comunidade. Ela também prescreveu medicamentos para este "paciente", que explicitamente disse a ela que não tinha nenhuma comorbidade. Por R$ 100, ela deu uma receita e emitiu um laudo que garantia ao interessado o "direito" de se vacinar antes dos demais, ainda que ele não tivesse qualquer comorbidade.
    • Oliveira
      12/06/2021
      Sabe ler e interpretar texto não? Misericórdia, perdeu por não ficar com a boca fechada.
    • Tiago
      12/06/2021 1 Curtiu
      Eu já sabia. Mas isso parece ser bem comum. Não é raro ouvirmos comentários de pessoas que compram atestados para diversos motivos, principalmente para não trabalhar. Mas agora como tudo é Covid , parece ser uma coisa mais grave, porém eu discordo. O próprio fato de selecionar certas pessoas para tomar a vacina , já excluem os outros, isso numa sociedade que se diz igualitária e justa, eu não me importo com vacina , então não me incomodo muito. Mas quem esta acima dos outros para definir moralmente quem toma e quem não toma a vacina? quem faz essa escolha ? Se eu posso morrer de covid com ou sem comorbidade , quem escolhe as prioridades? Se eu morrer de covid, quem me deixou por ultimo na fila será responsável pela minha morte? não né? Acho que esse covid bagunçou toda a ética da sociedade e escancarou que não existe justiça aqui, é cada um por si e sua sorte.
  • Correa
    13/06/2021
    Maria o que o Santino falou é pura verdade Aceita que dói menos querida
  • Darsio Batista
    13/06/2021
    Como fica o parecer do Conselho Regional de Medicina? É mais um caso que será engavetado e, não tenha a menor dúvida disso. Esse órgão só se presta para impedir a abertura de novos cursos de medicina e em impedir com que médicos formados em outros países possam atuar no Brasil, de modo que a baixa oferta de médicos mantenha o valor dos serviços nas alturas. Essa omissão também se aplica a médicos que não possuem especialidade em infectologia, mas receitam cloroquina, sem que no entanto possam ser responsabilizados por efeitos colaterais que podem provocar a morte de pacientes.
  • Elaine
    14/06/2021
    Simplesmente ridículo o massacre a essa médica. Mau caráter foi o repórter que MENTIU para levar o benefício. Ela simplesmente confiou. Me diz aí...qual médico tem o direito de duvidar dos sintomas de seu paciente???
    • GCN
      14/06/2021
      Nota da Redação: imagino que a senhora não tenha lido - ou não tenha entendido. O repórter não mentiu, nem mesmo alterou o próprio nome. O repórter disse à médica que NAO TINHA NENHUMA COMORBIDADE NEM PROBLEMA DE SAÚDE. A médica oferece então colocar "hipertensão". O repórter não passou por consulta, não foi paciente dela nem disse que tinha qualquer sintoma. Muito pelo contrário. Se alguém mente, certamente não é o repórter. Temos as gravações, os prints da tela, a receita e o laudo para comprovar isso.
Veja mais Local

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001