19 de setembro de 2021

Opinião

OPINIÃO

A identidade de Jesus

Quais são as pessoas que têm valor na nossa sociedade? De quem todos falam com admiração? Dos homens bem-sucedidos, dos poderosos, dos vitoriosos, dos que conseguem impor-se na política, no comércio, no esporte. No Antigo Testamento Deus começou bem cedo a educar o seu povo numa lógica nova. Mostrou que as suas preferências são para os humildes.

Opinião 12/09/2021
Mons. José Geraldo Segantin
especial para o GCN
A fé que não conduz a produzir obras, ensina Tiago, é morta
Neste domingo a Palavra de Deus nos convida a conhecer profundamente quem é Jesus. Ele revela quem é através das suas atitudes.

Primeira Leitura: Isaias 50.
Quais são as pessoas que têm valor na nossa sociedade? De quem todos falam com admiração? Dos homens bem-sucedidos, dos poderosos, dos vitoriosos, dos que conseguem impor-se na política, no comércio, no esporte. No Antigo Testamento Deus começou bem cedo a educar o seu povo numa lógica nova. Mostrou que as suas preferências são para os humildes.

Segunda Leitura: Tiago 2.
Não são os frutos que dão vida à árvore, entretanto, a árvore que não produz frutos é como se estivesse morta. Da mesma forma a fé que não conduz a produzir obras, ensina Tiago, é morta. De que obras ele está falando? Com certeza não das práticas rituais, do culto, das solenes liturgias do templo. O Espírito do Senhor Jesus atua com liberdade em todos os seres humanos, vivifica também os pagãos, a todos impulsiona para realizar obras de amor.

Evangelho: Marcos 8.
O trecho de hoje é a parte central do Evangelho de Marcos, na qual Jesus revela sua verdadeira face, quando ele responde à pergunta que todos estão se fazendo. Ao longo do caminho dirige aos discípulos duas perguntas, das quais a primeira bastante simples: “Quem dizem os homens que eu sou?” e a segunda, mais comprometedora: “E vós, quem dizes que eu sou!”

A lista das opiniões já foi amplamente relatada por Marcos. É um profeta como qualquer outro. Ouvindo isto Herodes repetia: “É João, a quem mandei decapitar; ele ressuscitou!”        

Essas são as opiniões do povo, mas para Jesus interessa saber o que os seus discípulos entenderam a respeito dele. Eis, porém, que hoje temos uma surpresa: depois de ter relatado o que se diz por aí a seu respeito, Pedro, também em nome de todos, mostra que já entendeu tudo. Diz-lhe: “Tu és o Cristo!” Tu és o Messias, o Salvador do qual todos os profetas falaram e que o nosso povo na sua totalidade espera. É difícil encontrar uma resposta mais exata.

Na segunda parte do trecho começa a ensinar aos discípulos que o Filho do Homem deverá sofrer muito. Os discípulos não conseguem nem entender nem aceitar a perspectiva da doação da vida.

Três são os imperativos que caracterizam a radicalidade da escolha por Jesus: “renega a ti mesmo, toma a tua cruz e segue-me!”

Monsenhor José Geraldo Segantin é pároco da Igreja Santo Antônio



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais José Geraldo Segantin

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001