22 de outubro de 2021

Nossas Letras

THEREZA RICCI

Não seríamos mais felizes sem eles?

Fico às vezes imaginando que se eliminássemos os políticos de nossas vidas seríamos mais felizes. Tenho pensado em criar literariamente uma comunidade onde não haverá classe política. Todos os problemas serão resolvidos pelos seus habitantes, que escolherão entre seus pares homens e mulheres de alto saber que estejam à altura de lidar com a economia, a saúde, a educação, habitação, ambiente e, afinal, todos os problemas sociais, econômicos, políciais e jurídicos que possui uma sociedade organizada.

Nossas Letras 02/10/2021
Thereza Ricci
especial para o GCN
Fico às vezes imaginando que se eliminássemos os políticos de nossas vidas seríamos mais felizes. Tenho pensado em criar literariamente uma comunidade onde não haverá classe política. Todos os problemas serão resolvidos pelos seus habitantes, que escolherão entre seus pares, homens e mulheres de alto saber que estejam à altura de lidar com a economia, a saúde, a educação, habitação, ambiente e, afinal, todos os problemas sociais, econômicos, políciais e jurídicos que possui uma sociedade organizada.

Na cidade, estado ou país da minha imaginação, todos os cidadãos escolhidos para comandar os destinos dessa comunidade teriam salários dignos, mas sem jetons ou qualquer outra regalia. Trabalhariam em prol de seu idealismo e interesse em atender às necessidades da população, para que todos tivessem o mínimo necessário para viver com dignidade. Com a educação obrigatória e de alta qualidade para todos, independentemente de classe social, formaríamos uma sociedade coesa, vigilante e de proteção contra qualquer violência, corrupção ou injustiça.

Mas, naturalmente, essa ideia não passa de sonho de gente que inventa histórias, porque a realidade do nosso dia a dia é bem diferente e decepcionante.

Agora mesmo, enquanto o país sofre com uma pandemia que já se entende por um ano e meio e levou à morte quase 600 mil irmãos brasileiros, o Presidente da República se comporta como se morasse em outro Brasil. Além de sua fala apenas para seus seguidores no cercadinho do Planalto, onde exalta sua pessoa e incentiva seus seguidores a insultar o Supremo Tribunal de Federal e o Congresso, há vários fins de semana, de preferência no sábado, empreende um passeio de moto com seus eleitores, em várias capitais do País, numa demonstração clara de campanha antecipada e ilegal, na tentativa de se reeleger em 2022, e permanecer na presidência por mais quatro anos; ou dar um golpe, para se eternizar no poder.

Em suas falas e seus posicionamentos, nunca durante todo esse tempo de agonias, tristezas e mortes de brasileiros, se viu o mandatário do país preocupado com as famílias enlutadas, com os desempregados que são muitos, os desalentados, além da miséria, da fome e da quantidade de pessoas que perderam o emprego, tudo que tinham, e passaram a morar nas ruas. Se houvesse tido dele e seus ministros um planejamento para lidar com a pandemia e suas consequências, principalmente do ministro da saúde, não teríamos tido tantas perdas, como aconteceu.

No seu discurso na ONU (Organização da Nações Unidas), terça-feira, distorceu o retrato do Brasil, mentiu várias vezes, manipulou dados, tapeou o sete de setembro, fez críticas à imprensa, defendeu seu governo sobre o combate à corrupção, o tratamento precoce contra a covid 19, minimizou os estragos feitos na Amazonia por elementos do seu governo, falou do combate à pandemia, o que não fez, deixando um gosto amargo de desesperança para todos nós brasileiros.

Por vários meses, junto com a sua turma da economia, proclama o aumento do Bolsa Família, ou Bolsa Brasil, de cento e noventa para trezentos reais. Mas esse saco de bondade não é pensando para melhorar a vida das famílias empobrecidas, mesmo porque com a alta da inflação é muito pouco. E ainda está só na conversa. Sem dinheiro, estão discutindo aumentar os impostos. Mas verbas para suas campanhas, essas eles têm com abundância. E o pior, o objetivo único é eleitoreiro, ou seja, contabilizar votos para reeleição. 

Os deputados e senadores, todos os políticos em geral, são eleitos prometendo mudanças, reformas para o desenvolvimento do país. E quando estas são do interesse da população, caminham em câmara lenta. Por fim, pouco fazem em prol do povo que lhe deu os votos. Mas para seus próprios interesses, tudo é resolvido em um piscar de olhos. Ganham exorbitantemente bem, têm vários penduricalhos, além de que arrumam a vida da família e dos amigos. O povo, ora...o povo que se dane.

Não seriamos mais felizes sem eles?           



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Marlon
    02/10/2021
    Sem dúvidas seriamos além de mais felizes , a política e a \" coisa\" mais absurda que existe , somos escravos de um sistema que nunca funcionou, dedicamos tempo e pagamos impostos Só pra manter essa máquina cara ,pesada, ineficaz
  • Luís Fernando
    14/10/2021
    O q foi isso? Um delírio midiático sarcástico? A partir do momento q se propõe a por qq ser humano pra cuidar de alguma coisa... o q é política? Einsten disse q a maior imbecilidade q pode haver é sempre fazer a mesma coisa e querer resultados diferentes. No Brasil sempre se fez do mesmo! Incentiva-se a desigualdade, a ambição desmedida, o meumbigocentrismo... Quer fazer uma sociedade diferente? Comece ensinando os pensadores de q somos privados na escola... dê consciência de classe... ensine o anticapitalismo... Leia Jessé Souza e Eduardo Moreira... Escute Eduardo Marinho... E a ver q os mais sórdidos e hipócritas estão do outro lado, e não destes!
Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001