29 de novembro de 2021

Nossas Letras

HANNA BARROS

Crianças brasileiras estão lendo mais

Estimular o interesse por livros é, além de forma de cuidado e atenção, uma importante atitude que contribui para fomentar o hábito da leitura na criança. Algumas pesquisas apontam que ler entrega uma série de benefícios, que vão desde o aumento da empatia ao fortalecimento da criatividade, além da redução dos níveis de estresse e a crescente criatividade. Leia mais do artigo da Hanna Barros.

Nossas Letras 05/11/2021
Hanna Barros
especial para GCN
Estimular o interesse por livros é, além de forma de cuidado e atenção, uma importante atitude que contribui para fomentar o hábito da leitura na criança. Algumas pesquisas apontam que ler entrega uma série de benefícios, que vão desde o aumento da empatia ao fortalecimento da criatividade, além da redução dos níveis de estresse e a crescente criatividade. Divulgada em setembro do ano passado, reverberando uma coleta de dados de 2019, a 5ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, empreendida pelo Instituto Pró-Livro em parceria com o Itaú Cultural, apontou que a única faixa etária que apresentou um aumento no número de leitores foi a de 5 a 10 anos: passou de 67% (2015) para 71% (2019). A pesquisa também mostra que as crianças são as que leem mais, leem mais livros de literatura, por vontade própria e com mais frequência.

Diagnósticos como esses deixam claro que o incentivo à leitura durante a infância é essencial e que o hábito que deve ser incorporado à rotina da criança desde os primeiros anos de vida. Para a pedagoga Verônica Cartoce, "A criança tem um processo de aquisição de linguagem muito poderoso. Ao longo do seu desenvolvimento, ela tem a atenção dividida dos pais ou dos adultos que convivem e cuidam dela. Tudo isso vai marcar o início do seu contato com a linguagem, com as rimas, com as palavras, construindo um repertório rico e fundamental para o estabelecimento de vínculos afetivos, importantes para o desenvolvimento emocional, psíquico e cognitivo", ressalta a especialista.

Ela ainda salienta que momentos simples de vínculo entre os pais com a criança, incentivam a leitura a se tornar um hábito: "O momento de colocar o filho para dormir, por exemplo, pode ser um momento de reserva para ler com a criança. Mas não necessariamente precisa ser à noite. Outras ocasiões como uma ida no parque, visita em bibliotecas infantis ou em livrarias também são maneiras de manter o gosto pela leitura", explica.

A coordenadora também separou algumas dicas e recomendações sobre os benefícios da leitura nesta fase. Confira:

Promove o desenvolvimento. Ler é um costume que aprimora as habilidades de comunicação. Essa é uma das muitas competências que serão extremamente importantes para o crescimento do jovem e para a manutenção de todas as relações constituídas ao longo de sua vida.

Apura o senso crítico. Quem cria o costume de ler desenvolve um senso crítico maior, o que será extremamente valioso para o progresso intelectual do indivíduo. No final das contas, ao inserir a leitura na rotina seu filho, conseguirá desenvolver melhor suas ideias, suas opiniões e sua maneira de pensar e agir.

Proporciona entretenimento.Estamos acostumados a ver as crianças, em seus momentos de lazer, brincarem com videogames, computadores, aplicativos online e demais tecnologias. Acabamos, dessa maneira, nos esquecendo do valor que os livros têm também como instrumentos de distração.

Na prática, quando a criança se acostuma com a leitura, consegue sentir prazer ao conhecer novas histórias, de forma que esse hábito se torna uma forma de entretenimento extremamente eficiente.

Enriquece o vocabulário. Ler livros é uma ótima maneira de descobrir novas palavras e aumentar cada vez mais o vocabulário - além de melhorar a gramática, ser uma forma de aprender a norma padrão da língua da forma mais natural possível e ajudar a construir uma linha lógica de pensamento.

Reduz o estresse. A leitura é uma atividade que contribui para o controle e a redução do estresse. Um levantamento feito pela Universidade de Sussex revelou que ler por apenas seis minutos já ajuda a reduzir o estresse em até 68%, o que indica que apenas alguns minutos na companhia de um livro, por dia, são capazes de diminuir os níveis de ansiedade.

Ler é acrescentar sempre algo à nossa experiência humana.

 



COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

Veja mais Textos

MAIS LIDAS

COLUNISTAS

ECONOMIA Atualizado 1 hora atrás

  • Dólar Comercial:
    Data:
  • Dólar Turismo:
    Data:
  • Euro:
    Data:

LOTERIAS Atualizado 1 hora atrás

  • Mega-Sena:
    Sorteio: , , , , , Data: 30/11/-0001
  • Quina:
    Sorteio: , , , , Data: 30/11/-0001