TRISTEZA

TRISTEZA

Aos 100 anos, morre Emília Negreli Louzada

Aos 100 anos, morre Emília Negreli Louzada

Emília morreu na Santa Casa, onde estava internada há três dias; ela deixa 4 filhos, 9 netos, 11 bisnetos e 4 trinetos.

Emília morreu na Santa Casa, onde estava internada há três dias; ela deixa 4 filhos, 9 netos, 11 bisnetos e 4 trinetos.

Por Heloísa Taveira | 28/01/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Por Heloísa Taveira
da Redação

28/01/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Arquivo familiar

Emília completaria 101 anos, no dia 28 de março

Morreu no fim da noite dessa quinta-feira, 27, Emília Negreli Louzada, aos 100 anos. Ela estava internada há três dias na Santa Casa de Franca e, segundo a família, faleceu de causas naturais. Emília deixa 4 filhos, 9 netos, 11 bisnetos e 4 trinetos.

A centenária completaria 101 anos no dia 28 de março. Foi casada por mais de 70 anos com Geraldo Louzada, falecido em 2015. Do casamento, vieram os quatro filhos: Carlos Antônio Louzada, Sônia Maria Louzada Chimionato, casada com José Candido Chimionato, Maria Aparecida, e Geraldo Henrique Louzada, casado com Dulce Xavier.

“Minha mãe foi uma guerreira. Aos 10 anos perdeu sua mãe, que foi levada de casa em razão de doença de hanseníase e ainda criança se viu na condição de cuidadora de seus irmãos mais novos e de seu pai, meu avó, de quem cuidou até a morte. Tenho muito orgulho e gratidão pela sua luta e nossa história”, disse o filho Geraldo.

Sônia Chimionato também lamentou a morte da mãe. “Nossa guerreira descansou. Cumpriu sua missão com galhardia no plano terreno, agora foi juntar-se aos que a precederam no céu. Venceu inúmeros obstáculos, nunca desistiu de lutar pelos seus anseios. Deixa-nos um legado de fé, esperança e amor. Descanse em paz, nos braços do Criador. Ficam os exemplos e a saudade.”

O sepultamento acontece às 14 horas, no Cemitério da Saudade.

Morreu no fim da noite dessa quinta-feira, 27, Emília Negreli Louzada, aos 100 anos. Ela estava internada há três dias na Santa Casa de Franca e, segundo a família, faleceu de causas naturais. Emília deixa 4 filhos, 9 netos, 11 bisnetos e 4 trinetos.

A centenária completaria 101 anos no dia 28 de março. Foi casada por mais de 70 anos com Geraldo Louzada, falecido em 2015. Do casamento, vieram os quatro filhos: Carlos Antônio Louzada, Sônia Maria Louzada Chimionato, casada com José Candido Chimionato, Maria Aparecida, e Geraldo Henrique Louzada, casado com Dulce Xavier.

“Minha mãe foi uma guerreira. Aos 10 anos perdeu sua mãe, que foi levada de casa em razão de doença de hanseníase e ainda criança se viu na condição de cuidadora de seus irmãos mais novos e de seu pai, meu avó, de quem cuidou até a morte. Tenho muito orgulho e gratidão pela sua luta e nossa história”, disse o filho Geraldo.

Sônia Chimionato também lamentou a morte da mãe. “Nossa guerreira descansou. Cumpriu sua missão com galhardia no plano terreno, agora foi juntar-se aos que a precederam no céu. Venceu inúmeros obstáculos, nunca desistiu de lutar pelos seus anseios. Deixa-nos um legado de fé, esperança e amor. Descanse em paz, nos braços do Criador. Ficam os exemplos e a saudade.”

O sepultamento acontece às 14 horas, no Cemitério da Saudade.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.