DISCUSSÃO

DISCUSSÃO

Ex-Ajax morreu após ser espancado pela família, diz imprensa holandesa

Ex-Ajax morreu após ser espancado pela família, diz imprensa holandesa

O jornal Parool afirma que ele morreu de parada cardíaca no hospital após ser espancado por seus familiares durante uma discussão.

O jornal Parool afirma que ele morreu de parada cardíaca no hospital após ser espancado por seus familiares durante uma discussão.

Por | 11/05/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Por
da Folhapress

11/05/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Reprodução

A morte de Jody Lukoki está sendo investigada pela polícia holandesa.

O atacante congolês Jody Lukoki, que começou a carreira profissional no Ajax, morreu aos 29 anos, na última segunda-feira (9).

De acordo com a imprensa holandesa, o jogador morreu após ser espancado pela própria família.

O jornal Parool afirma que ele morreu de parada cardíaca no hospital após ser espancado por seus familiares durante uma discussão.

Já o diário Algemeen Dagblad diz que Lukoki procurou os médicos no domingo, se queixando de dores na cabeça e no joelho, mas seu estado era muito mais grave do que isso.

O Dutch News relatou que os médicos decidiram amputar a perna do jogador, que estava gravemente infectada. O atacante entrou em coma após a operação e teve uma parada cardíaca.

A morte de Jody Lukoki está sendo investigada pela polícia holandesa.

Lukoki teve passagens por Zwolle (Holanda), Ludogorets (Bulgária) e Yeni Malatyaspor (Turquia). O último clube dele foi o Twente, da Holanda.

Em junho do ano passado, o atacante assinou contrato de duas temporadas com o Twente, mas sofreu uma grave lesão no joelho na pré-temporada. Sem entrar em campo, Lukoki rescindiu com o clube em fevereiro deste ano.

O jogador jogou três partidas pela seleção congolesa, o último em 2020, em amistoso contra Burkina Faso.

O atacante congolês Jody Lukoki, que começou a carreira profissional no Ajax, morreu aos 29 anos, na última segunda-feira (9).

De acordo com a imprensa holandesa, o jogador morreu após ser espancado pela própria família.

O jornal Parool afirma que ele morreu de parada cardíaca no hospital após ser espancado por seus familiares durante uma discussão.

Já o diário Algemeen Dagblad diz que Lukoki procurou os médicos no domingo, se queixando de dores na cabeça e no joelho, mas seu estado era muito mais grave do que isso.

O Dutch News relatou que os médicos decidiram amputar a perna do jogador, que estava gravemente infectada. O atacante entrou em coma após a operação e teve uma parada cardíaca.

A morte de Jody Lukoki está sendo investigada pela polícia holandesa.

Lukoki teve passagens por Zwolle (Holanda), Ludogorets (Bulgária) e Yeni Malatyaspor (Turquia). O último clube dele foi o Twente, da Holanda.

Em junho do ano passado, o atacante assinou contrato de duas temporadas com o Twente, mas sofreu uma grave lesão no joelho na pré-temporada. Sem entrar em campo, Lukoki rescindiu com o clube em fevereiro deste ano.

O jogador jogou três partidas pela seleção congolesa, o último em 2020, em amistoso contra Burkina Faso.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.