EM FRANCA

EM FRANCA

'Bolsonaro se comporta como se fosse o Galvão Bueno da República', diz Boulos em Franca

'Bolsonaro se comporta como se fosse o Galvão Bueno da República', diz Boulos em Franca

Pré-candidato a deputado federal, Boulos diz que o presidente da República se comporta como comentarista. Ele está em Franca para evento com estudantes e lançamento de livro.

Pré-candidato a deputado federal, Boulos diz que o presidente da República se comporta como comentarista. Ele está em Franca para evento com estudantes e lançamento de livro.

Por Heloísa Taveira | 12/05/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Por Heloísa Taveira
da Redação

12/05/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Dirceu Garcia/GCN

Às 17h30, Boulos tem encontro com estudantes e às 19 horas, evento no Judas Iscariotes

O pré-candidato a deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) chegou a Franca nesta quinta-feira, 12, para um evento com estudantes na Unesp e lançamento do seu livro Sem Medo do Futuro, no teatro Judas Iscariotes.

Na universidade, a previsão é que as atividades iniciem às 17h30. No teatro, às 19 horas, o evento será aberto ao público. O título do livro, segundo Boulos, se refere à esperança no futuro do país.

“Acho que esse ano é um ano de encruzilhada, um momento de virar a página. O país hoje é um país deprimido, marcado pelo medo e ódio, e acho que temos a oportunidade histórica de falar de futuro, de resgatar o brilho do olho do nosso povo. O livro é tentado a um sopro de esperança”, disse o pré-candidato.

Em entrevista à rádio Difusora, Boulos afirmou que é preciso acabar com a hegemonia tucana no Estado de São Paulo e também criticou o governo federal. “Bolsonaro se comporta como se fosse o Galvão Bueno da República, como se fosse comentarista. Ele não é comentarista, ele é o presidente do Brasil, teria todas as condições de fazer as coisas e não faz”.

O pré-candidato falou que já tem propostas a executar caso seja eleito. “O primeiro é ajudar a construir uma maioria para a gente revogar os retrocessos que foram feitos nos últimos anos, como o teto de gastos, por exemplo. O outro é rever a estrutura tributária no Brasil. Pobre e classe média pagam imposto para caramba e bilionários têm isenção”.

O pré-candidato a deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) chegou a Franca nesta quinta-feira, 12, para um evento com estudantes na Unesp e lançamento do seu livro Sem Medo do Futuro, no teatro Judas Iscariotes.

Na universidade, a previsão é que as atividades iniciem às 17h30. No teatro, às 19 horas, o evento será aberto ao público. O título do livro, segundo Boulos, se refere à esperança no futuro do país.

“Acho que esse ano é um ano de encruzilhada, um momento de virar a página. O país hoje é um país deprimido, marcado pelo medo e ódio, e acho que temos a oportunidade histórica de falar de futuro, de resgatar o brilho do olho do nosso povo. O livro é tentado a um sopro de esperança”, disse o pré-candidato.

Em entrevista à rádio Difusora, Boulos afirmou que é preciso acabar com a hegemonia tucana no Estado de São Paulo e também criticou o governo federal. “Bolsonaro se comporta como se fosse o Galvão Bueno da República, como se fosse comentarista. Ele não é comentarista, ele é o presidente do Brasil, teria todas as condições de fazer as coisas e não faz”.

O pré-candidato falou que já tem propostas a executar caso seja eleito. “O primeiro é ajudar a construir uma maioria para a gente revogar os retrocessos que foram feitos nos últimos anos, como o teto de gastos, por exemplo. O outro é rever a estrutura tributária no Brasil. Pobre e classe média pagam imposto para caramba e bilionários têm isenção”.

11 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • carlos
    12/05/2022
    Oque este verme esta fazendo em Franca,cuidado pessoal fechem sua casas.
  • nilton antonio gomes
    12/05/2022
    Esse energúmeno é um verdadeiro peso morto, isso é um parasita, uma ameba, nunca trabalhou na vida, viveu as custas do pai que é médico e depois invadindo propriedades alheias, isso é verdadeira bosta de cachorro, não serve nem para esterco.
  • Leone alves de freitas
    12/05/2022
    Falo o invasor de casa quemve pensa que e muito honesto e boa gente continua o choro ai que livre
  • Antonio
    12/05/2022
    Quem é boulos ????
  • Rita Maria
    12/05/2022
    Idiota, invasor de propriedades, não tem o que falar de Bolsonaro, cale sua boca seu idiota!
  • WILSON VALENTIM OLIEN SANCHES
    12/05/2022
    Como pode um inútil desse, falar do Presidente. Que isso já fez de bom pro Pais, canalha vive nas costa dos partidos
  • Darsio
    13/05/2022
    Boulos: Inteligente, claro nas suas ideias e focado na realidade, nos problemas e nas soluções. Todas as qualidades que não se observa nessa DESGRAÇA DE PRESIDENTE GENOCIDA. Vamos aguardar o primeiro berro de um dos ruminantes que, vivem acessando o espaço de um jornal que, insistem em taxá-lo de comunista. Vamos, ruminantes! Soltem os seus berros.
  • luis antonio
    13/05/2022
    ele se reune com estudantes doutrinados ou para doutrinar ele... um v3rme da politica brasileira, que nos pagamos o salario!
  • José Pereira
    13/05/2022
    Este comunista vagabundo veio invadir propiedades em Franca?
  • Antonio Flavio do Nascimento
    15/05/2022
    Esse Boullos tem o mesmo discurso que o Lula tinha no inicio de carreira. Ele só quer se arranjar na política em cima dos incautos.
  • Jom
    16/05/2022
    Nao seria esse indivíduo que coordenou a invasao daquele predio em Sao Paulo e que pegou fogo e morreram varias pessoas?