CONMEBOL

CONMEBOL

Globo retoma direitos de transmissão da Libertadores a partir de 2023

Globo retoma direitos de transmissão da Libertadores a partir de 2023

Será a emissora carioca a única responsável por mostrar os jogos em TV aberta no território brasileiro a partir do próximo ano. Para a TV fechada, os pacotes foram divididos.

Será a emissora carioca a única responsável por mostrar os jogos em TV aberta no território brasileiro a partir do próximo ano. Para a TV fechada, os pacotes foram divididos.

Por | 12/05/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Por
da Folhapress

12/05/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Reprodução/Twitter

A TV Globo, que havia perdido a Copa Libertadores para o concorrente SBT, retomou o direito de exibir a competição.

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou nesta quinta-feira, 12, os vencedores das licitações para as transmissões de suas competições de clubes entre 2023 e 2026. A TV Globo, que havia perdido a Copa Libertadores para o concorrente SBT, retomou o direito de exibir a competição.

Será a emissora carioca a única responsável por mostrar os jogos em TV aberta no território brasileiro a partir do próximo ano. Para a TV fechada, os pacotes foram divididos entre a ESPN (Disney) e a Paramount (Viacom). Outro pacote, o de melhores momentos, ficou com a One Football.

Derrotado na licitação pelo principal campeonato do continente, o SBT ganhou o direito de transmitir a Copa Sul-Americana em TV aberta. Na TV fechada e nos melhores momentos, a divisão ficou igual à da Libertadores, entre ESPN, Paramount e One Football.

Isso significa que não haverá mais partidas na Conmebol TV, criada no sistema pay-per-view para preencher a lacuna das partidas que não teriam transmissão.

Na Libertadores, o acerto representa a volta da Globo após a malsucedida negociação de 2020. Na ocasião, tentando reajustar acordos em meio à pandemia de Covid-19, a emissora não chegou a acerto com a Conmebol e rescindiu o contrato. O SBT se apresentou e ficou com os direitos até este ano -continuará em sua programação o torneio atual.

Fora do certame, a Globo viu o SBT exibir as duas últimas finais, disputadas entre clubes brasileiros. No ano passado, acertou-se com a Conmebol para encerrar a briga judicial travada desde a rescisão. E, agora, está de volta.

Os valores das propostas vencedoras não foram divulgados.

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou nesta quinta-feira, 12, os vencedores das licitações para as transmissões de suas competições de clubes entre 2023 e 2026. A TV Globo, que havia perdido a Copa Libertadores para o concorrente SBT, retomou o direito de exibir a competição.

Será a emissora carioca a única responsável por mostrar os jogos em TV aberta no território brasileiro a partir do próximo ano. Para a TV fechada, os pacotes foram divididos entre a ESPN (Disney) e a Paramount (Viacom). Outro pacote, o de melhores momentos, ficou com a One Football.

Derrotado na licitação pelo principal campeonato do continente, o SBT ganhou o direito de transmitir a Copa Sul-Americana em TV aberta. Na TV fechada e nos melhores momentos, a divisão ficou igual à da Libertadores, entre ESPN, Paramount e One Football.

Isso significa que não haverá mais partidas na Conmebol TV, criada no sistema pay-per-view para preencher a lacuna das partidas que não teriam transmissão.

Na Libertadores, o acerto representa a volta da Globo após a malsucedida negociação de 2020. Na ocasião, tentando reajustar acordos em meio à pandemia de Covid-19, a emissora não chegou a acerto com a Conmebol e rescindiu o contrato. O SBT se apresentou e ficou com os direitos até este ano -continuará em sua programação o torneio atual.

Fora do certame, a Globo viu o SBT exibir as duas últimas finais, disputadas entre clubes brasileiros. No ano passado, acertou-se com a Conmebol para encerrar a briga judicial travada desde a rescisão. E, agora, está de volta.

Os valores das propostas vencedoras não foram divulgados.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.