POR UNANIMIDADE

POR UNANIMIDADE

Hulk é absolvido no STJD por falta que gerou rixa com Gabigol

Hulk é absolvido no STJD por falta que gerou rixa com Gabigol

A falta de Hulk em Willian no jogo contra o Coritiba na terceira rodada do Campeonato Brasileiro gerou uma troca de farpas entre o jogador do Atlético-MG e Gabigol, do Flamengo.

A falta de Hulk em Willian no jogo contra o Coritiba na terceira rodada do Campeonato Brasileiro gerou uma troca de farpas entre o jogador do Atlético-MG e Gabigol, do Flamengo.

Por | 18/05/2022 | Tempo de leitura: 2 min
da Folhapress

Por
da Folhapress

18/05/2022 - Tempo de leitura: 2 min

Reprodução/Instagram

Hulk poderia pegar de 4 a 12 jogos de suspensão, mas foi absolvido.

O atacante Hulk, do Atlético-MG, foi absolvido por unanimidade nesta quarta-feira, 18, no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) da denúncia de agressão física por um lance no jogo contra o Coritiba, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador do time mineiro poderia pegar de 4 a 12 jogos de suspensão.

O lance ocorreu entre Hulk e volante Willian Farias, aos 22 minutos do segundo tempo. O atacante perdeu a bola no meio-campo e, na sequência, parou o volante com falta, que foi interpretada como um pontapé pelo STJD ao oferecer a denúncia.

Na súmula, o árbitro Sávio Pereira Sampaio, que aplicou o cartão amarelo ao jogador, descreveu o lance como "entrada contra um adversário de maneira temerária na disputa da bola".

A falta de Hulk em Willian gerou uma troca de farpas entre o jogador do Atlético-MG e Gabigol, do Flamengo. Nas redes sociais, o atleta rubro-negro ironizou o fato de Hulk não ter sido expulso e de o caso não ter recebido tanta repercussão. Na visão de Gabigol, as reações teriam sido diferentes se fosse ele o autor da infração.

"Cartão vermelho, 25 jogos de suspensão... e direto para a delegacia por agressão", escreveu Gabigol respondendo a um comentário sobre as punições que ele receberia caso tivesse cometido a falta.

Hulk rebateu o jogador flamenguista também pelas redes sociais e provocou o Gabigol ao citar sua passagem de pouco destaque pelo futebol europeu.

"Quando congela a imagem, o ângulo pode parecer mais do que é realmente. Falta clara e, na minha opinião, do árbitro e do VAR, foi lance para cartão amarelo", declarou o atacante do Atlético-MG, que disparou: "Meu foco é aparecer para mídia dando o meu melhor dentro de campo e ajudando minha equipe, e não pegar embalo em alguém que tem muito mais moral que eu em nível mundial para aparecer."

O atacante Hulk, do Atlético-MG, foi absolvido por unanimidade nesta quarta-feira, 18, no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) da denúncia de agressão física por um lance no jogo contra o Coritiba, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador do time mineiro poderia pegar de 4 a 12 jogos de suspensão.

O lance ocorreu entre Hulk e volante Willian Farias, aos 22 minutos do segundo tempo. O atacante perdeu a bola no meio-campo e, na sequência, parou o volante com falta, que foi interpretada como um pontapé pelo STJD ao oferecer a denúncia.

Na súmula, o árbitro Sávio Pereira Sampaio, que aplicou o cartão amarelo ao jogador, descreveu o lance como "entrada contra um adversário de maneira temerária na disputa da bola".

A falta de Hulk em Willian gerou uma troca de farpas entre o jogador do Atlético-MG e Gabigol, do Flamengo. Nas redes sociais, o atleta rubro-negro ironizou o fato de Hulk não ter sido expulso e de o caso não ter recebido tanta repercussão. Na visão de Gabigol, as reações teriam sido diferentes se fosse ele o autor da infração.

"Cartão vermelho, 25 jogos de suspensão... e direto para a delegacia por agressão", escreveu Gabigol respondendo a um comentário sobre as punições que ele receberia caso tivesse cometido a falta.

Hulk rebateu o jogador flamenguista também pelas redes sociais e provocou o Gabigol ao citar sua passagem de pouco destaque pelo futebol europeu.

"Quando congela a imagem, o ângulo pode parecer mais do que é realmente. Falta clara e, na minha opinião, do árbitro e do VAR, foi lance para cartão amarelo", declarou o atacante do Atlético-MG, que disparou: "Meu foco é aparecer para mídia dando o meu melhor dentro de campo e ajudando minha equipe, e não pegar embalo em alguém que tem muito mais moral que eu em nível mundial para aparecer."

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.