RELIGIÃO

RELIGIÃO

Eu preciso orar

Eu preciso orar

Nosso Amado Jesus não só nos ensinou a orar, como nos dias de seu ministério terreno deixou o belíssimo exemplo da oração. Leia o artigo do pastor Isaac Ribeiro.

Nosso Amado Jesus não só nos ensinou a orar, como nos dias de seu ministério terreno deixou o belíssimo exemplo da oração. Leia o artigo do pastor Isaac Ribeiro.

Por Pastor Isaac Ribeiro | 18/06/2022 | Tempo de leitura: 2 min
especial para o GCN

Por Pastor Isaac Ribeiro
especial para o GCN

18/06/2022 - Tempo de leitura: 2 min

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede recebe, o que busca encontra e ao que bate se abre”.
Mateus. 7.7-8

Nosso Amado Jesus não só nos ensinou a orar, como nos dias de seu ministério terreno deixou o belíssimo exemplo da oração. Todas as suas atividades eram desenvolvidas, em meio a muita oração. Não tomava nenhuma decisão sem antes consultar o Pai através da oração. Foi por esta razão que ele nos deixou uma preciosa promessa no evangelho de Mateus, como destacamos no versículo acima, que deve ser encarada com muita responsabilidade: há muitas pessoas, que pouco valorizam esta busca de Deus através da oração, e somente quando o desespero aumenta, quando estão no fundo do poço, é que recorrem à ajuda de Jesus.

Esta não deve ser a postura daqueles que dizem servir a Deus. Precisamos fazer da oração um hábito, reservar na agenda agitada de nossas vidas um tempo especial para a meditação e oração. Gastamos muito tempo com coisas secundárias e nos esquecemos daquilo que é prioritário.

Igualmente, devemos nos conscientizar que a oração não é um monólogo, e sim um diálogo. É preciso pararmos para ouvir a voz de Deus, e só ouvem a sua voz aqueles que se tornam sensíveis à sua presença, aqueles que veem a oração, não como um duro sacrifício de ser praticado, mas como uma oportunidade para estar a sós com o seu Senhor.

É neste momento que crescemos, é nesta hora que Deus renova as nossas forças físicas, emocionais e espirituais, preparando-nos para a vitória. Foi por esta razão que Deus um dia disse a Salomão acerca da oração: “E se o meu povo, que chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. Crônicas 7.14.

Portanto, o melhor a fazer é aprendermos a buscar ao Senhor para que nossos problemas sejam solucionados. Deus nos deixou a mais graciosa arma: a oração. Então, vamos nos colocar como filhos de Deus diante dele, como verdadeiros intercessores. Se orássemos mais, teríamos menos problemas. Vamos refletir sobre isto.

Deus vos abençoe.

Isaac Ribeiro é pastor evangélico e presidente da Assembleia de Deus (Missão) em Franca.

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede recebe, o que busca encontra e ao que bate se abre”.
Mateus. 7.7-8

Nosso Amado Jesus não só nos ensinou a orar, como nos dias de seu ministério terreno deixou o belíssimo exemplo da oração. Todas as suas atividades eram desenvolvidas, em meio a muita oração. Não tomava nenhuma decisão sem antes consultar o Pai através da oração. Foi por esta razão que ele nos deixou uma preciosa promessa no evangelho de Mateus, como destacamos no versículo acima, que deve ser encarada com muita responsabilidade: há muitas pessoas, que pouco valorizam esta busca de Deus através da oração, e somente quando o desespero aumenta, quando estão no fundo do poço, é que recorrem à ajuda de Jesus.

Esta não deve ser a postura daqueles que dizem servir a Deus. Precisamos fazer da oração um hábito, reservar na agenda agitada de nossas vidas um tempo especial para a meditação e oração. Gastamos muito tempo com coisas secundárias e nos esquecemos daquilo que é prioritário.

Igualmente, devemos nos conscientizar que a oração não é um monólogo, e sim um diálogo. É preciso pararmos para ouvir a voz de Deus, e só ouvem a sua voz aqueles que se tornam sensíveis à sua presença, aqueles que veem a oração, não como um duro sacrifício de ser praticado, mas como uma oportunidade para estar a sós com o seu Senhor.

É neste momento que crescemos, é nesta hora que Deus renova as nossas forças físicas, emocionais e espirituais, preparando-nos para a vitória. Foi por esta razão que Deus um dia disse a Salomão acerca da oração: “E se o meu povo, que chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. Crônicas 7.14.

Portanto, o melhor a fazer é aprendermos a buscar ao Senhor para que nossos problemas sejam solucionados. Deus nos deixou a mais graciosa arma: a oração. Então, vamos nos colocar como filhos de Deus diante dele, como verdadeiros intercessores. Se orássemos mais, teríamos menos problemas. Vamos refletir sobre isto.

Deus vos abençoe.

Isaac Ribeiro é pastor evangélico e presidente da Assembleia de Deus (Missão) em Franca.

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • FERNANDO
    4 dias atrás
    DEPOIS DE UM GOVERNO TÃO RUIM E COM APOIO DOS PASTORES E BISPOS, PERDI A FÉ Q EU TINHA