ELEIÇÕES 2022

ELEIÇÕES 2022

'Acho que não vai começar hospital nenhum na mão desse governo', diz Vinicius Poit

'Acho que não vai começar hospital nenhum na mão desse governo', diz Vinicius Poit

Pré-candidato se refere ao Hospital Estadual, 'carro-chefe' do governador Rodrigo Garcia para a saúde na região. Disse também que Tarcísio 'tem que estudar mais' o assunto.

Pré-candidato se refere ao Hospital Estadual, 'carro-chefe' do governador Rodrigo Garcia para a saúde na região. Disse também que Tarcísio 'tem que estudar mais' o assunto.

Por Pedro Baccelli | 5 dias atrás | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Por Pedro Baccelli
da Redação

5 dias atrás - Tempo de leitura: 2 min

Pedro Baccelli/GCN

Deputado federal e pré-candidato ao Governo de São Paulo, Vinicius Poit (Novo), durante entrevista na rádio Difusora

"Acho que não vai começar hospital nenhum na mão desse governo (...) um governo que promete e não cumpre". A crítica foi feita pelo deputado federal e pré-candidato ao Governo de São Paulo Vinicius Poit (Novo), durante entrevista ao programa A Hora É Essa!, da rádio Difusora, na manhã desta quarta-feira, 22.

Poit se refere ao Hospital Estadual de Franca, que é o projeto "carro-chefe" do governador e pré-candidato Rodrigo Garcia (PSDB) para a saúde pública na região. Inclusive o tucano esteve na cidade nesta terça-feira, 21, para anunciar a licitação de construção da unidade, orçada em R$ 230 milhões.

O pré-candidato pelo Novo pretende investir nos hospitais filantrópicos para desafogar a saúde pública na região, mas faz ressalvas. "Sendo necessário mais um hospital, além de fortalecer a Santa Casa de Franca, a gente vai tocar (o projeto do Hospital Estadual)".

As críticas não se limitaram aos tucanos. "O Tarcísio (Republicanos) tem que estudar mais São Paulo antes de sair falando", disse Poit sobre o oponente descartar a construção do Hospital Estadual na cidade.

Ainda sobre a saúde, outro tema abordado foi a Croos (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). Criticada pela população, principalmente pela demora, a central é responsável por administrar as vagas nos hospitais públicos do Estado. Além de mudanças estruturais, como disponibilizar mais leitos, Poit defende uma melhoria nos sistemas de comunicação das unidades de saúde.

"Tem que ter inteligência. Os sistemas (precisam) conversar para aproveitarmos melhor os leitos, para não mandar o cara que está enfartando em Franca para um hospital longe", explica.

Sabesp
O pré-candidato pretende privatizar a Sabesp. O caixa gerado por estatais tem que retornar para população através de melhorias na saúde, segurança, educação e outras áreas. Como isso não está acontecendo, segundo ele, é necessário a privatização.

"Gera caixa para quem, meu amigo? Para manter esse governo no poder há 30 anos? É para isso gente. Buraco sem fundo, caixa preta da Sabesp, gera caixa sim".

Segurança aos policiais
Poit defende que policiais militares utilizem câmeras durante as operações por proteção. O pré-candidato disse ter escutado a classe sobre o assunto.

"Olha deputado, têm os seus desafios, mas é um sistema que está sendo implementado. Ele é bom e é importante, inclusive, para defender a gente", foi a resposta recebida dos policiais, segundo ele.

"Acho que não vai começar hospital nenhum na mão desse governo (...) um governo que promete e não cumpre". A crítica foi feita pelo deputado federal e pré-candidato ao Governo de São Paulo Vinicius Poit (Novo), durante entrevista ao programa A Hora É Essa!, da rádio Difusora, na manhã desta quarta-feira, 22.

Poit se refere ao Hospital Estadual de Franca, que é o projeto "carro-chefe" do governador e pré-candidato Rodrigo Garcia (PSDB) para a saúde pública na região. Inclusive o tucano esteve na cidade nesta terça-feira, 21, para anunciar a licitação de construção da unidade, orçada em R$ 230 milhões.

O pré-candidato pelo Novo pretende investir nos hospitais filantrópicos para desafogar a saúde pública na região, mas faz ressalvas. "Sendo necessário mais um hospital, além de fortalecer a Santa Casa de Franca, a gente vai tocar (o projeto do Hospital Estadual)".

As críticas não se limitaram aos tucanos. "O Tarcísio (Republicanos) tem que estudar mais São Paulo antes de sair falando", disse Poit sobre o oponente descartar a construção do Hospital Estadual na cidade.

Ainda sobre a saúde, outro tema abordado foi a Croos (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). Criticada pela população, principalmente pela demora, a central é responsável por administrar as vagas nos hospitais públicos do Estado. Além de mudanças estruturais, como disponibilizar mais leitos, Poit defende uma melhoria nos sistemas de comunicação das unidades de saúde.

"Tem que ter inteligência. Os sistemas (precisam) conversar para aproveitarmos melhor os leitos, para não mandar o cara que está enfartando em Franca para um hospital longe", explica.

Sabesp
O pré-candidato pretende privatizar a Sabesp. O caixa gerado por estatais tem que retornar para população através de melhorias na saúde, segurança, educação e outras áreas. Como isso não está acontecendo, segundo ele, é necessário a privatização.

"Gera caixa para quem, meu amigo? Para manter esse governo no poder há 30 anos? É para isso gente. Buraco sem fundo, caixa preta da Sabesp, gera caixa sim".

Segurança aos policiais
Poit defende que policiais militares utilizem câmeras durante as operações por proteção. O pré-candidato disse ter escutado a classe sobre o assunto.

"Olha deputado, têm os seus desafios, mas é um sistema que está sendo implementado. Ele é bom e é importante, inclusive, para defender a gente", foi a resposta recebida dos policiais, segundo ele.

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Antonio
    5 dias atrás
    Claro que não vai começar hospital na mão desse governo...nem na mão de qualquer outro governo...são promessas de campanha...só demagogia, como sempre.
  • jorge euripedes da silva
    4 dias atrás
    é só conversa fiada passou as eleições thiau varal