DECLARAÇÃO

DECLARAÇÃO

Will Smith fala sobre tapa no Oscar pela 1ª vez e pede desculpas a Chris Rock

Will Smith fala sobre tapa no Oscar pela 1ª vez e pede desculpas a Chris Rock

A agressão aconteceu em março, durante a cerimônia do Oscar, minutos antes de o ator vencer sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

A agressão aconteceu em março, durante a cerimônia do Oscar, minutos antes de o ator vencer sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Por | 29/07/2022 | Tempo de leitura: 3 min
da Folhapress

Por
da Folhapress

29/07/2022 - Tempo de leitura: 3 min

Reprodução/Instagram

Will Smith falou publicamente sobre o tapa que deferiu no comediante Chris Rock pela primeira vez, num vídeo publicado em suas redes sociais nesta sexta.

Will Smith falou publicamente sobre o tapa que deferiu no comediante Chris Rock pela primeira vez, num vídeo publicado em suas redes sociais nesta sexta-feira, 29. A agressão aconteceu em março, durante a cerimônia do Oscar, minutos antes de o ator vencer sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, por King Richard: Criando Campeãs.

"Nos últimos meses, eu estive pensando muito e fazendo muito trabalho pessoal. Vocês fizeram muitas perguntas e eu queria tirar um tempo para respondê-las", diz a introdução para o vídeo, compartilhado em seu Instagram.

Na sequência, Smith, vestindo uma camisa e um boné brancos, numa sala que aparenta ser de sua casa, explica que vai dividir sua fala de acordo com vários dos questionamentos que recebeu desde o incidente. O primeiro deles é por que ele não se desculpou com Rock já em seu discurso de agradecimento pelo Oscar que venceu naquela noite.

"Eu já estava confuso naquele ponto, estava tudo embaralhado. Eu entrei em contato com o Chris na sequência e o retorno que eu tive foi de que ele não estava pronto para falar e, quando estivesse, avisaria. Então eu quero dizer a você, Chris, me desculpe. Meu comportamento foi inaceitável e eu estou aqui quando quiser conversar", diz o ator.

Na sequência, ele também pede desculpas à mãe do comediante e ao resto de sua família, por não ter percebido "quantas pessoas se feriram naquele momento". Ele também pede perdão aos próprios filhos e à sua mulher, Jada Pinkett Smith, que foi o motivo para a agressão acontecer.

Isso porque o tapa ocorreu depois que Rock fez uma piada sobre a alopecia, uma condição que provoca queda de cabelo, de Jada. Ela se mostrou incomodada e, mesmo que Smith tivesse inicialmente rido, ele decidiu subir ao palco e dar um tapa no comediante.

Agora, o ator esclarece que a mulher não disse nada a ele naquele momento, apenas revirou os olhos, e a decisão de subir ao placo foi inteiramente dele.

No vídeo recém-publicado, Smith continua se desculpando, dessa vez com os outros indicados daquela noite, em especial com Questlove, documentarista que venceu a categoria que Rock apresentava no momento e que teve seu discurso ofuscado pelo ocorrido.​

"Eu fico de coração partido por saber que roubei o momento de vocês", diz. "O que posso dizer é que não há qualquer parte de mim que pense que aquela foi a maneira apropriada de me comportar. Não há parte de mim que pense que essa é a maneira correta de lidar com algum tipo de desrespeito ou insulto."

O tapa dividiu opiniões na indústria e na internet. Em abril, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu banir Smith de suas cerimônias pelos próximos dez anos. Ele ainda pode concorrer ao prêmio na próxima década, mas, caso vença, não poderá festejar presencialmente.

"Desapontar pessoas é um trauma meu, eu odeio deixar as pessoas decepcionadas. Então me machuca psicologicamente e emocionalmente saber que eu não estive à altura da imagem que as pessoas tinham de mim. Eu estou com remorso profundo, mas eu estou tentando ter isso sem sentir vergonha de mim mesmo. Eu sou humano, cometi um erro e estou tentando não pensar em mim como um merda", continua Smith no vídeo.

"Então eu vou dizer que eu sei que foi confuso, eu sei que foi chocante, mas eu prometo que estou profundamente comprometido em pôr luz, amor e alegria no mundo. Se vocês esperarem, eu prometo que poderemos ser amigos de novo", finaliza.

Will Smith falou publicamente sobre o tapa que deferiu no comediante Chris Rock pela primeira vez, num vídeo publicado em suas redes sociais nesta sexta-feira, 29. A agressão aconteceu em março, durante a cerimônia do Oscar, minutos antes de o ator vencer sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, por King Richard: Criando Campeãs.

"Nos últimos meses, eu estive pensando muito e fazendo muito trabalho pessoal. Vocês fizeram muitas perguntas e eu queria tirar um tempo para respondê-las", diz a introdução para o vídeo, compartilhado em seu Instagram.

Na sequência, Smith, vestindo uma camisa e um boné brancos, numa sala que aparenta ser de sua casa, explica que vai dividir sua fala de acordo com vários dos questionamentos que recebeu desde o incidente. O primeiro deles é por que ele não se desculpou com Rock já em seu discurso de agradecimento pelo Oscar que venceu naquela noite.

"Eu já estava confuso naquele ponto, estava tudo embaralhado. Eu entrei em contato com o Chris na sequência e o retorno que eu tive foi de que ele não estava pronto para falar e, quando estivesse, avisaria. Então eu quero dizer a você, Chris, me desculpe. Meu comportamento foi inaceitável e eu estou aqui quando quiser conversar", diz o ator.

Na sequência, ele também pede desculpas à mãe do comediante e ao resto de sua família, por não ter percebido "quantas pessoas se feriram naquele momento". Ele também pede perdão aos próprios filhos e à sua mulher, Jada Pinkett Smith, que foi o motivo para a agressão acontecer.

Isso porque o tapa ocorreu depois que Rock fez uma piada sobre a alopecia, uma condição que provoca queda de cabelo, de Jada. Ela se mostrou incomodada e, mesmo que Smith tivesse inicialmente rido, ele decidiu subir ao palco e dar um tapa no comediante.

Agora, o ator esclarece que a mulher não disse nada a ele naquele momento, apenas revirou os olhos, e a decisão de subir ao placo foi inteiramente dele.

No vídeo recém-publicado, Smith continua se desculpando, dessa vez com os outros indicados daquela noite, em especial com Questlove, documentarista que venceu a categoria que Rock apresentava no momento e que teve seu discurso ofuscado pelo ocorrido.​

"Eu fico de coração partido por saber que roubei o momento de vocês", diz. "O que posso dizer é que não há qualquer parte de mim que pense que aquela foi a maneira apropriada de me comportar. Não há parte de mim que pense que essa é a maneira correta de lidar com algum tipo de desrespeito ou insulto."

O tapa dividiu opiniões na indústria e na internet. Em abril, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu banir Smith de suas cerimônias pelos próximos dez anos. Ele ainda pode concorrer ao prêmio na próxima década, mas, caso vença, não poderá festejar presencialmente.

"Desapontar pessoas é um trauma meu, eu odeio deixar as pessoas decepcionadas. Então me machuca psicologicamente e emocionalmente saber que eu não estive à altura da imagem que as pessoas tinham de mim. Eu estou com remorso profundo, mas eu estou tentando ter isso sem sentir vergonha de mim mesmo. Eu sou humano, cometi um erro e estou tentando não pensar em mim como um merda", continua Smith no vídeo.

"Então eu vou dizer que eu sei que foi confuso, eu sei que foi chocante, mas eu prometo que estou profundamente comprometido em pôr luz, amor e alegria no mundo. Se vocês esperarem, eu prometo que poderemos ser amigos de novo", finaliza.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.