ATO PÚBLICO

ATO PÚBLICO

Ataques de Bolsonaro provocam manifestação em prol da democracia em Franca

Ataques de Bolsonaro provocam manifestação em prol da democracia em Franca

Evento contará com falas de acadêmicos, políticos e pessoas ligadas a movimentos sociais na Unesp (Universidade Estadual Paulista) nesta quinta-feira, 11.

Evento contará com falas de acadêmicos, políticos e pessoas ligadas a movimentos sociais na Unesp (Universidade Estadual Paulista) nesta quinta-feira, 11.

Por Pedro Baccelli | 10/08/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Por Pedro Baccelli
da Redação

10/08/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação/Redes Sociais

Campus da Unesp de Franca: no local será lida a será lida a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito

A Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Franca aderiu ao Ato em Defesa do Estado Democrático de Direito. O movimento será aberto ao público e acontece às 10h30 desta quinta-feira, 11, na "várzea" da universidade, em Franca.

O ato condena declarações antidemocráticas feitas, em sua maioria, pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), na forma de ataques explícitos ao sistema eleitoral, ao STF (Supremo Tribunal Federal) e à democracia como um todo. A manifestação acontece nacionalmente e é encabeçada pela Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo).

Em Franca, assim como em todo país, será lida a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito. O texto foi redigido pela Universidade de São Paulo e pede respeito à democracia e ao sistema eleitoral. O documento já teve mais de 800 mil assinaturas por todo o Brasil.

O movimento deste ano foi inspirado na Carta aos Brasileiros, de 1977, que pedia a volta do Estado Democrático de Direito em pleno regime militar.

Além da leitura da carta, o evento em Franca conta com falas de acadêmicos, políticos e pessoas ligadas a movimentos sociais.

"Enquanto cidadãos devemos, a todo momento, demonstrar que não abrimos mão dos direitos conquistados pelos que lutaram antes de nós e que não aceitaremos calados qualquer retrocesso", disse Gustavo Carneiro, coordenador do CADir (Centro Acadêmico de Direito).

Até o momento, professores da Unesp e da FDF (Faculdade de Direito de Franca), representantes da Defensoria Pública e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), e os candidatos a deputado estadual Guilherme Cortez (Psol) e a deputado federal Rafael Bruxellas (PT) confirmaram participação no evento.

A Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Franca aderiu ao Ato em Defesa do Estado Democrático de Direito. O movimento será aberto ao público e acontece às 10h30 desta quinta-feira, 11, na "várzea" da universidade, em Franca.

O ato condena declarações antidemocráticas feitas, em sua maioria, pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), na forma de ataques explícitos ao sistema eleitoral, ao STF (Supremo Tribunal Federal) e à democracia como um todo. A manifestação acontece nacionalmente e é encabeçada pela Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo).

Em Franca, assim como em todo país, será lida a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito. O texto foi redigido pela Universidade de São Paulo e pede respeito à democracia e ao sistema eleitoral. O documento já teve mais de 800 mil assinaturas por todo o Brasil.

O movimento deste ano foi inspirado na Carta aos Brasileiros, de 1977, que pedia a volta do Estado Democrático de Direito em pleno regime militar.

Além da leitura da carta, o evento em Franca conta com falas de acadêmicos, políticos e pessoas ligadas a movimentos sociais.

"Enquanto cidadãos devemos, a todo momento, demonstrar que não abrimos mão dos direitos conquistados pelos que lutaram antes de nós e que não aceitaremos calados qualquer retrocesso", disse Gustavo Carneiro, coordenador do CADir (Centro Acadêmico de Direito).

Até o momento, professores da Unesp e da FDF (Faculdade de Direito de Franca), representantes da Defensoria Pública e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), e os candidatos a deputado estadual Guilherme Cortez (Psol) e a deputado federal Rafael Bruxellas (PT) confirmaram participação no evento.

13 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Ilton
    10/08/2022
    Vão pentear macacos! Respeitem mais a constituição e a escolha da maioria do povo. O poder emana do povo e não de instituições , que , de povo, nada tem! Parafreseando Raymundo faoro, o povo assiste bestializado os donos do poder em sua sanha malévola! Não passarão!
  • denilson
    11/08/2022
    A PIADA DO ANO ,MANIFESTAÇÃO KKKKKKKK CONTINUE CONTANDO PIADA GCN...
  • eduardo lopes
    11/08/2022
    Primeiramente, FORA BOLSONARO. Segundamente, a Unesp nunca sai da própria Unesp... As ações na Várzea nunca passam dos muros da Instituição. Parece que fazem questão de continuar numa bolha isolada do resto da cidade...
  • Carlos Brito
    11/08/2022
    Com todo o respeito a todas as pessoas que trabalham e estudam nesta instituição em minha opinião por se tratar de entidade pertencente ao estado deve se isentar de qualquer opinião referente ao pleito da eleição federal, todas as opiniões, no meu entendimento, deve ser emitido no âmbito pessoal e não por entidade que se deve manter neutra no que se diz as opiniões politicas de nosso pais, enquanto entidade de governo.
  • Silvio
    11/08/2022
    Quem assiste os desmandos do STF e fala em ataques a democracia são, no mínimo, hipócritas. Mas o que esperar de estudantes da Unesp, Psol e PT???
  • fafa
    11/08/2022
    BOLSONARISTAS TEM MEDO DA DEMOCRACIA PQ SÃO FORAS DA LEI. RAÇA COVARDE ... MILICIANO GENOCIDA ...
  • Andre
    11/08/2022
    Pessoal de esquerda é engraçado! Se a esquerda ganha uma eleição é democracia, mas se opositor ganha é ditadura! hahahaha Mais hipócrita ainda é que os que se dizem defensores da democracia são aquelas que apoiam ditaduras na américa latina! Hipocrisia é mato entre esquerdopatas!
  • Luiz Antonio
    11/08/2022
    futuros motoristas de Uber...
  • me recordo...
    11/08/2022
    me recordo há uns 10 anos atrás, eu, aluno da FDF, fui \'inocentemente\' num evento do NEDA (Nucleo de Estudo de Direito Alternativo) da UNESP. Pasmem: chamaram o dirigente do MST pra presidir a mesa... Cara, era um evento jurídico! Quem tinha que presidir a mesa de um evento JURÍDICO, e não POLÍTICO, tinha que ser um JURISTA... Então a vertente partidária da UNESP é lamentável. Esse noticiado aí vai ser maissss um evento 100% partidário, zero por cento justiça/jurídico.
  • LILS
    11/08/2022
    Penso, logo odeio o Bolsonaro...
  • luan
    13/08/2022
    unesp kkkkk claro se revoltar com nosso querido presidente la o que mais tem e gente que idolatra o mal como as drogas por ex
  • Lee Sant´ana
    16/08/2022
    BORA BEBER GASOLINA DIRETO DA BOMBA E FAZER ARMINHA GADO, PORQUE COMPRAR LEITE, ARROZ, FEIJÃO E CARNE NÃO TA DANDO NÃO !!!!!!!!!!!!! KKKKKKKKKKKKKKK !!!!!! A VENEZUELA É AQUI !!!!!!! SAI DE RETRO SATANÁS E LEVA O Alex Múúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúúú O LETRADO PAI DE SANTO O ESPOSO BARBUDO DELE E O RESTANTE DAS CABEÇAS DE GADO JUNTO !!!!!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKK !!!!!! A VENEZUELA É AQUI !!!!!!!
  • ira
    17/08/2022
    BOLSONARO, 2022- nao adianta fazerem esse perfil dissimulado de PT, PT NUNCA MAIS NO NOSSO BRASIL AMADO por DEUS E NOSSA SRA DA CONCEIÇAO APARECIDA