EMOÇÃO

EMOÇÃO

Bocardi se emociona ao falar da morte de jornalista

Bocardi se emociona ao falar da morte de jornalista

Rodrigo Bocardi não segurou a emoção no 'Bom Dia SP' (TV Globo) desta quarta, 21, ao comentar a morte do jornalista Wagner Vallim.

Rodrigo Bocardi não segurou a emoção no 'Bom Dia SP' (TV Globo) desta quarta, 21, ao comentar a morte do jornalista Wagner Vallim.

3 dias atrás | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

da Folhapress

3 dias atrás - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação

Rodrigo Bocardi falou que 'pensa em desistir'

Vallim trabalhava como chefe de apuração no jornalismo da Globo. No desabafo, o apresentador falou que "pensa em desistir".

No fim do noticiário, o apresentador falou a respeito da morte do amigo, que surpreendeu os colegas de trabalho. "Não sei se vocês perceberam, mas não foi fácil para mim e não está sendo para minha equipe e os demais repórteres", lamentou.

"Quando eu falo sobe o nome desse time, é dessa forma que acontece, porque é quem faz o 'Bom Dia'. E aí, entre todos os nomes, tem esse, o de uma pessoa que não está mais com a gente: Wagner Vallim", continuou ele.

Bastante emocionado, Bocardi ainda contou sobre o último contato que teve com o amigo: "Ele pediu para tirar uma foto e disse: 'Rodrigo, você não desista, você nos representa. É a importância do 'Bom Dia São Paulo'. Sabe o que isso significa na vida de todos?'. E eu falava: 'Não dá, Valim, eu penso em desistir. É difícil'".

O apresentador do "Bom Dia SP" ainda falou da conversa entre os dois sobre a profissão. "Ele dizia que o jornalismo é coragem, me encorajando. Eu penso, muitas vezes, em desistir, e a palavra dele é insista, persista. Esse 'Bom Dia' vai continuar, a pedido do Valim", destacou. "Ele era o responsável pelo nosso setor de apuração. Fico emocionado porque foi onde eu comecei minha carreira, o primeiro degrau do jornalismo", completou.

Vallim trabalhava como chefe de apuração no jornalismo da Globo. No desabafo, o apresentador falou que "pensa em desistir".

No fim do noticiário, o apresentador falou a respeito da morte do amigo, que surpreendeu os colegas de trabalho. "Não sei se vocês perceberam, mas não foi fácil para mim e não está sendo para minha equipe e os demais repórteres", lamentou.

"Quando eu falo sobe o nome desse time, é dessa forma que acontece, porque é quem faz o 'Bom Dia'. E aí, entre todos os nomes, tem esse, o de uma pessoa que não está mais com a gente: Wagner Vallim", continuou ele.

Bastante emocionado, Bocardi ainda contou sobre o último contato que teve com o amigo: "Ele pediu para tirar uma foto e disse: 'Rodrigo, você não desista, você nos representa. É a importância do 'Bom Dia São Paulo'. Sabe o que isso significa na vida de todos?'. E eu falava: 'Não dá, Valim, eu penso em desistir. É difícil'".

O apresentador do "Bom Dia SP" ainda falou da conversa entre os dois sobre a profissão. "Ele dizia que o jornalismo é coragem, me encorajando. Eu penso, muitas vezes, em desistir, e a palavra dele é insista, persista. Esse 'Bom Dia' vai continuar, a pedido do Valim", destacou. "Ele era o responsável pelo nosso setor de apuração. Fico emocionado porque foi onde eu comecei minha carreira, o primeiro degrau do jornalismo", completou.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.