CULTURA DO CAFÉ

CULTURA DO CAFÉ

Franca sediará debate sobre práticas cafeeiras sustentáveis; evento abre inscrições

Franca sediará debate sobre práticas cafeeiras sustentáveis; evento abre inscrições

II Simpósio Brasileiro de Manejo Biológico da Cultura do Café será realizado em Franca nos dias 5 e 6 de outubro, com destaque para manejo consciente do café.

II Simpósio Brasileiro de Manejo Biológico da Cultura do Café será realizado em Franca nos dias 5 e 6 de outubro, com destaque para manejo consciente do café.

Por Gabriel Garcia | 2 dias atrás | Tempo de leitura: 3 min
da Redação

Por Gabriel Garcia
da Redação

2 dias atrás - Tempo de leitura: 3 min

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Além do evento em Franca, Ibiraci também sediará atrações sobre a cultura do café de 6 a 8 de outubro

Com o intuito de desenvolver discussões sobre sustentabilidade, um tema global de todos os setores, acontecerá nos dias 5 e 6 de outubro o evento III Simpósio Brasileiro de Manejo Biológico da Cultura do Café em Franca, que tem como objetivo divulgar as práticas adotadas no manejo consciente do café, pensando na cafeicultura orgânica e na cafeicultura convencional conservativa.

O evento será realizado no espaço Villa Eventos, localizado na rodovia Eng. Ronan Rocha, 19.304, nos dias 5 e 6 de outubro. As inscrições podem ser realizadas pelo link.

Além disso, a cidade de Ibiraci-MG, durante os dias 6, 7 e 8 de outubro, sediará a 1ª Edição do ICAFEST. O Festival do Café de Ibiraci tem o intuito de promover e disseminar a integração da cadeia e a paixão pelo café, do produtor ao consumidor. O evento tem entrada gratuita e acontecerá das 8h às 17h, na Praça Derval Ramos Filho, Centro da cidade.

Em Ibiraci, o evento contará com vários tipos de atração, como: cafeteria modelo com apresentações de barismo por baristas renomados; palestras e workshops; cafeterias com competições de drinques; sala de experiências; exposição de máquinas e implementos; e a 7 ª edição do Concurso Municipal de Qualidade de Cafés Especiais,

Programação
Dia 5 de outubro às 8h, painel com o pesquisador do Incaper ES (Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural), Inorbert de Melo Lima, sobre o tema “Manejo biológico na cultura do café: insumos, atitudes e desafios que fazem a diferença”.

Às 9h30, André Cunha, proprietário da Fazenda Bela Época, entra com um debate sobre “A importância da conscientização no controle do avanço de nematoides na Alta Mogiana”.

Às 11h10, Telmo Amado, professor titular da Universidade Federal de Santa Maria (RS), irá apresentar “Biomanejo do solo para sustentar elevada produtividade”.

Durante a tarde, a partir das 14h, Wagner Bettiol, da Embrapa Meio Ambiente, toca no tema “Controle biológico de plantas no Brasi”. Logo após, Jean Faleiros, do Grupo Eldorado Cafés Especiais, abordará “O que o manejo consciente agrega na produção e comercialização dos cafés especiais”.

O último painel do dia, às 17h30, será com Flávio Medeiro, da Universidade Federal de Lavras-MG, que irá propor a discussão sobre “Avanços no conhecimento da microbiota do solo para a cultura do café”.

No dia 6, o evento terá início às 8h, com o painel da pesquisadora da Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais) Madelaine Vezon sobre “Manejo Agroecológico de Pragas na Cultura do Café” ao lado da engenheira agrônoma Elem Fialho Martins.

A partir das 9h, Helisson Afonso, produtor de cafés especiais, aborda o tema “Plantas de Múltiplas funções agronômicas e seus benefícios para cafeicultura de montanha”. Às 10h30, Madelaine retoma o debate juntamente com a engenheira agrônoma Jéssica Letícia Abreu Martins.

Às 11h30, a CEO da Guima Café, Lucimar Silva, apresentará o painel “Os objetivos da agricultura de baixo impacto para a cafeicultura de alta escala”.

Durante a tarde, a partir das 13h30, Taissara Abdala Martins, gerente de sustentabilidade da Nestlé, apresentará “A agricultura regenerativa e conservativa: e o papel do carbono como alavanca para a cafeicultura do futuro”. Logo em sequência, o agrônomo Marcelo Urtado fala sobre “As práticas que nos levaram ser carbono negativo”.

Com o intuito de desenvolver discussões sobre sustentabilidade, um tema global de todos os setores, acontecerá nos dias 5 e 6 de outubro o evento III Simpósio Brasileiro de Manejo Biológico da Cultura do Café em Franca, que tem como objetivo divulgar as práticas adotadas no manejo consciente do café, pensando na cafeicultura orgânica e na cafeicultura convencional conservativa.

O evento será realizado no espaço Villa Eventos, localizado na rodovia Eng. Ronan Rocha, 19.304, nos dias 5 e 6 de outubro. As inscrições podem ser realizadas pelo link.

Além disso, a cidade de Ibiraci-MG, durante os dias 6, 7 e 8 de outubro, sediará a 1ª Edição do ICAFEST. O Festival do Café de Ibiraci tem o intuito de promover e disseminar a integração da cadeia e a paixão pelo café, do produtor ao consumidor. O evento tem entrada gratuita e acontecerá das 8h às 17h, na Praça Derval Ramos Filho, Centro da cidade.

Em Ibiraci, o evento contará com vários tipos de atração, como: cafeteria modelo com apresentações de barismo por baristas renomados; palestras e workshops; cafeterias com competições de drinques; sala de experiências; exposição de máquinas e implementos; e a 7 ª edição do Concurso Municipal de Qualidade de Cafés Especiais,

Programação
Dia 5 de outubro às 8h, painel com o pesquisador do Incaper ES (Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural), Inorbert de Melo Lima, sobre o tema “Manejo biológico na cultura do café: insumos, atitudes e desafios que fazem a diferença”.

Às 9h30, André Cunha, proprietário da Fazenda Bela Época, entra com um debate sobre “A importância da conscientização no controle do avanço de nematoides na Alta Mogiana”.

Às 11h10, Telmo Amado, professor titular da Universidade Federal de Santa Maria (RS), irá apresentar “Biomanejo do solo para sustentar elevada produtividade”.

Durante a tarde, a partir das 14h, Wagner Bettiol, da Embrapa Meio Ambiente, toca no tema “Controle biológico de plantas no Brasi”. Logo após, Jean Faleiros, do Grupo Eldorado Cafés Especiais, abordará “O que o manejo consciente agrega na produção e comercialização dos cafés especiais”.

O último painel do dia, às 17h30, será com Flávio Medeiro, da Universidade Federal de Lavras-MG, que irá propor a discussão sobre “Avanços no conhecimento da microbiota do solo para a cultura do café”.

No dia 6, o evento terá início às 8h, com o painel da pesquisadora da Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais) Madelaine Vezon sobre “Manejo Agroecológico de Pragas na Cultura do Café” ao lado da engenheira agrônoma Elem Fialho Martins.

A partir das 9h, Helisson Afonso, produtor de cafés especiais, aborda o tema “Plantas de Múltiplas funções agronômicas e seus benefícios para cafeicultura de montanha”. Às 10h30, Madelaine retoma o debate juntamente com a engenheira agrônoma Jéssica Letícia Abreu Martins.

Às 11h30, a CEO da Guima Café, Lucimar Silva, apresentará o painel “Os objetivos da agricultura de baixo impacto para a cafeicultura de alta escala”.

Durante a tarde, a partir das 13h30, Taissara Abdala Martins, gerente de sustentabilidade da Nestlé, apresentará “A agricultura regenerativa e conservativa: e o papel do carbono como alavanca para a cafeicultura do futuro”. Logo em sequência, o agrônomo Marcelo Urtado fala sobre “As práticas que nos levaram ser carbono negativo”.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal GCN e se comprometem a respeitar o Código de Conduta On-line do GCN.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.